Siga o Portal do Holanda

Agenda Cultural

Fafá de Bélem apresenta seus "Grandes Sucessos" em Manaus nesta quinta-feira

Publicado

em


 
Quem estará de volta a Manaus em novembro será a cantora Fafá de Belém e banda, para o show “Grandes Sucessos”, ainda em comemoração aos seus 40 anos de carreira artística. A apresentação está marcada para o dia 19 (quinta-feira), a partir de 21h, no palco do Teatro Manauara. Os ingressos podem ser adquiridos pelo site ingresse.com e na bilheteria do teatro.

A paraense Fafá de Belém ganhou destaque no cenário da música popular brasileira há 40 anos, com pluralidade de ritmos, que renderam a sua carreira, grandes sucessos musicais. Fafá também ficou conhecida por sua simpatia e pelas constantes gargalhadas.

A agenda da cantora está repleta de show pelo Brasil, passando por Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Manaus e conta ainda com apresentações em Portugal.
Os 40 anos de carreira de Fafá de Belém

Consagrada nacionalmente desde 1975, quando lançou seu primeiro LP, “Tamba Tajá”, e assim revelando desde então, uma notória habilidade em imprimir sua própria marca interpretativa nos mais diversos estilos que compõem a MPB, ao reunir num só álbum canções de Milton Nascimento (“Fazenda”) e Caetano Veloso (“Cá já), um xaxado de Luiz Gonzaga (“Xamêgo”), músicas amazônicas dos paraenses Paulo André e Ruy Barata (“Induê tupã” e “Esse rio é minha rua”), uma balada de melodia bem estrangeira composta pelo gaúcho José Fogaça (“Vento negro”), um clássico do bolero composto por  Antônio Maria e Ismael Neto (“Canção da volta”), dentre outras tendência, em faixas que assim como as acima citadas conquistaram as paradas de sucesso das rádios e TV, levando-a a ser eleita naquele ano como “Cantora Revelação”, pelos críticos da POP, revista especializada em música, à época, com maior bagagem perante ao público consumidor do segmento. Fafá lançou segundo álbum, “Água” em 1976, quando a mesma revista a elegeu como “Melhor Cantora do Brasil”.

Além das rádios e dos programas de música nas TVs, a voz de Fafá de Belém também sempre esteve presente nas telenovelas, nas quais, ao todo, a cantora tem 30 participações em trilhas sonoras, a partir de 1975, na primeira versão de “Gabriela”, que contou com seu primeiro sucesso, “Filho da Bahia” (Walter Queiróz), até “Pauapixuna”, em “Amor Eterno Amor’, telenovela da Rede Globo, exibida em 2012. Com tantas inserções, Fafá chegou a ter até duas gravações, indo ao ar simultaneamente como trilha sonora, em novelas distintas, na mesma emissora. Entretanto, a afinidade entre Fafá de Belém e o grande público não se detém a esses fatores, afinal a intérprete também mergulhou de maneira magistral no universo popular, ao imortalizar vários sucessos durante a grande onda da lambada, nos anos 80; e também durante a explosão nacional da música sertaneja, saída do interior do Centro Oeste para todo o Brasil, nos meados dos anos 90.

Durante as duas décadas, Fafá se manteve entre os campeões de bilheteria e de venda de discos, arrebatando adeptos dos dois estilos, dos quais se tornou um nome tão importante quanto os grandes ícones dos segmentos, entretanto, sem que perdesse jamais a majestade de dama da canção, condição adquirida desde suas primeiras apresentações para todo o país.
Não bastasse sua popularidade no Brasil, Fafá alçou voos ainda mais altos ao lançar o álbum “Meu fado” (1992), reunindo clássicos portugueses e canções brasileiras com arranjos adaptados ao estilo português, o que rendeu grande reconhecimento à cantora brasileira no Além-Mar, a outra pátria da cantora filha de português.

Em Portugal, a canção “Memórias” do pernambucano Leonardo, lançada por ela com arranjo de fado, já teve mais de 10 regravações no estilo português, decorrente da influência de Fafá. Outra representação da afetividade dos portugueses com Fafá é o fato do hino oficial do time Benfica ter sido substituído espontaneamente pela canção amazônica “Vermelho”, grande sucesso da cantora.  O álbum “Meu fado” rendeu o show homônimo, muito solicitado no Brasil e em Portugal, até hoje.

Com o entusiasmo que lhe é peculiar, Fafá entregou-se novamente às suas raízes amazônicas, envolvendo-se à festa do boi-bumbá de Parintins (AM). Desse contato, resultaram as gravações das toadas dos grupos de bois-bumbás Caprichoso e Garantido, no “Pássaro Sonhador” (1996), álbum que traz ainda carimbós paraenses. Em 2002, Fafá lança um álbum com repertório inteiramente de autoria de compositores paraenses, intitulado “Canto das Águas”, que resultou num espetáculo homônimo, o qual faz parte até hoje do repertório de shows da intérprete. Também em 2002, Fafá lança o álbum “Piano e voz”, fazendo releitura de seus próprios sucessos num formato mais cool, acompanhada por João Rebouças.

Este foi mais um álbum a render show que se estabeleceu permanentemente no repertório de espetáculos de Fafá de Belém.  Este ano em que lançou dois álbuns quase ao mesmo tempo marca o início da fase em que a cantora não mais se comprometeu à produção de discos anuais, como durante por quase 30 anos de carreira, opção que jamais apagou seu brilho. Pelo contrário, o estrelato da cantora, se manteve intacto. Tal magnitude se constata com os convites e as apresentações, por duas vezes, para o papa João Paulo II, e mais outra vez, desta vez, para o papa Francisco.
Tais momentos eternizaram a cantora de forma singular, tanto em sua trajetória, como, consequentemente, também, na história da MPB. Tais experiências, somadas às participações em outras festividades religiosas, inspiraram Fafá a lançar o single “Ave Maria” (1997) e o álbum “Amor e Fé” (2013).

Além da pureza, Fafá também destilou requinte e veracidade em “Tanto Mar”, álbum de finíssimo trato, composto por repertório é todo assinado por Chico Buarque. O lançamento foi mais um desafio bem sucedido, que se estabeleceu com show permanente no repertório de espetáculos da cantora. Recentemente lançou o novo álbum “Do Tamanho Certo para o Meu Sorriso”.


O QUÊ: Fafá de Belém e banda, com o show “Grandes Sucessos”
QUANDO: 19 de novembro de 2015 (quinta-feira), às 21h.
ONDE: Teatro Manauara – Piso Buriti - Manauara Shopping 
QUANTO: Setor A – R$ 90,00 (meia-entrada) e Setor B – R$ 70,00 (meia-entrada)
INFORMAÇÕES: 3342 8030 
 

+ Agenda Cultural

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.