Servidores da Ufam em greve rejeitam proposta de reajuste

Servidores da Ufam em greve rejeitam proposta de reajuste

Por

10/08/2012 16h18 — em Amazonas


Os técnico-administrativos da Universidade Federal do Amazonas   que estão em greve há 61 dias, rejeitaram a proposta de reajuste  apresentada pelo Governo Federal, da ordem de 15,8% a ser implementado em três etapas anuais de 5% a partir de 2013. 

A após avaliação e orientação do Comando Local de Greve, a categoria decidiu pela rejeição, mas reformulou a proposta estabelecendo um percentual de reajuste mínimo de 30% a ser aplicado integralmente, além de inserir outros itens.
Documento que, após ser aprovação em assembléia geral realizada na manhã desta sexta-feira (10), no auditório Paulo Buhrnheim, no Campus Universitário, foi encaminhado ao Comando de Greve Nacional (CGN-Fasubra) para ser apresentado no encontro de negociação que estava agendado para tarde, de ontem mesmo, com o representante do Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG), Sérgio Mendonça. O resultado do encontro, caso não contemple as reivindicações, volta para ser discutido entre os servidores no início da próxima semana.

NULL

+ Amazonas