Pascarelli desfaz ato que puniu com aposentadoria juiz que atirou em adolescente

Por

11/07/2012 8h27 — em Amazonas

Manaus ( Portal do Holanda) -  O juiz Rommel Junior Queiroz Rodrigues, aposentado compulsoriamente pelo Pleno do Tribunal de Justiça do Amazonas, conseguiu no plantão uma liminar que  suspendeu o ato 309/2012 e o processo administrativo 2012.001385-3. A medida o reconduz ao cargo e torna sem efeito a  Portaria do novo presidente do Tjam, Ari Moutinho, publicada  no Diário da Justiça que circulou na terça-feira, desligando o magistrado  de suas funçoes.

A liminar foi concedida ao magistrado pelo desembargador Flávio Humberto Pascarelli, plantonista do Tribunal, no último final de semana. Pascarelli  explicou na  sua decisão que o processo administrativo correu sem a possibilidade doe o  magistrado se manifestar.

Entenda o caso


O juiz Rommel Júnior Queiroz,  respondeu no Tribunal de Justiça do Amazonas  processo administrativo e disciplinar. Era acusado de disparar um tiro no peito de um adolescente de 17 anos, no município de São Paulo de Olivença, na madrugada do dia 24 de fevereiro de 2007.

De acordo com a agricultora Raimunda Pereira, mãe da vítima, o adolescente foi baleado quando voltava para casa acompanhado de amigos após um baile de carnaval.

Segundo consta na deúncia, Rommel Júnior trafegava em seu carro  quando abordou e deu ordens para que fossem para casa. Um dos adolescentes teria respondido com um palavrão. Revoltado o magistrado desceu do veículo e efetuou disparos contra o grupo, um dos tiros alvejou o adolescente.

Contra o magistrado também há na Corregedoria do Tribunal de Justiça denúncia de  agressão contra Nadiele Veiga Martins, 18, sua ex-namorada, fato ocorrido em Novo Apirunã.

NULL

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas