Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Homem é preso por matar agente em motel e manter família refém no Puraquequara

Publicado

em

Por

A Polícia prendeu  Anderson Barros de Oliveira, 25, acusado de matar um agente penitenciário dentro de um motel em Manaus e em seguida fazer uma família refém no bairro puraquequara.  


A sequência de crimes começou ainda na manhã desta  sexta-feira (10), quando o acusado e o agente penitenciário Rildemar Oliveira Cruz, 44, estavam no Bar Natureza, localizado na avenida Grande Circular, bairro Amazonino Mendes e se deslocaram para o Rio Motel com a dançarina Thaís Lorena Rocha de Oliveira,24, na avenida Autaz Mirim, bairro Jorge Teixeira.

De acordo com o depoimento da mulher, os dois homens teriam se desentendido e começado uma briga, quando Anderson atirou nas costas e no tórax do agente por volta das 7h, e o mesmo veio a falecer.

O acusado fugiu do local em um Corsa Sedan, cor prata, placa NOP-8153, alugado pelo amigo dele, no município de Itacoatiara , e seguiu para o Puraquequara, onde o carro atolou na frente de um sítio. No local, Anderson chegou a desferir alguns disparos contra um menino de 9 anos que avistou o acusado saindo do veículo com duas armas, uma P.T 40 e um revólver cálibre 38. O menino escapou sem ferimentos, mas o pai da criança, Vanderlan Oliveira Santana, 40, foi feito refém. Anderson obrigou a vítima a caminhar a pé pela estrada cerca de 2 quilometros e fez o segundo refém, Francinaldo Bezerra da Silva, 33, que teve a casa invadida e roubada pelo acusado que levou R$160.

Anderson e as duas vítimas foram obrigadas a continuar caminhando com o acusado armado, o objetivo de Anderson era roubar outras residências. Francinaldo conseguiu fugir e avisou os moradores que amarraram o acusado. Quando a polícia chegou, Anderson estava amarrado com cardaços nos pés e nas mãos e alguns hematomas pelo corpo. Uma das vítimas, Vanderlan, levou um tiro no pé no meio da confusão com a população e foi encaminhado ao hospital. Anderson estava aparentemente drogado quando foi preso.

Anderson foi indiciado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e flagranteado no 28° DIP. O acusado já possuia quatro passagens por porte ilegal de arma de fogo, receptação e foi absolvido por crime de homicídio. Após os procedimentos o preso será levado para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa.

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.