Siga o Portal do Holanda

Patrimônio

Empresa que faz restauração de prédios públicos dá aulas sobre patrimônio

Publicado

em

Coronavírus já pode estar dentro de casa


Uma imersão em bens culturais, na sensibilização, na memória, na história e no patrimônio de cada obra em restauro ou reforma. Assim fazem os colaboradores que atuam nas três obras da Prefeitura de Manaus em andamento, dentro do programa de revitalização do centro histórico, o “Manaus Histórica”. 

Semanalmente, os operários das obras de revitalização da Biblioteca Municipal João Bosco Evangelista, do Pavilhão Universal e da antiga Câmara Municipal têm aulas de “Educação para o Patrimônio e Cidadania”, promovidas pela empresa vencedora das licitações, a Construtora Biapó.

“A empresa venceu a licitação, cumprindo com todos os itens do edital, e, além de toda sua experiência em obras de restauro, oferece ainda essa vivência aos trabalhadores. São postos de emprego que se criam, e mais, investe-se em conhecimento e valorização da nossa história, porque esses homens e mulheres que atuam nessas obras passam a saber mais sobre a sua própria identidade cultural”, destaca o prefeito Arthur Virgílio Neto.

Integrando o eixo “Manaus Histórica”, as três obras fazem parte do pacote em homenagem aos 350 anos da cidade e passam por recomposição de características originais e adaptações aos tempos modernos, incluindo acessibilidade.

As aulas de patrimônio e cidadania acontecem numa das salas principais da Biblioteca Municipal e servem para dar aos colaboradores auxílio e melhor entendimento sobre a importância dos locais em restauro e reforma.

Patrimônio

Estão sendo resgatadas na Biblioteca Municipal João Bosco Evangelista características arquitetônicas do prédio, que terá adaptação ao ar moderno do século 21, incluindo sala de projeção, área de acervo em braile, um café box para atendimento aos frequentadores e itens específicos de acessibilidade, como elevador, piso tátil e banheiros para portadores de necessidades especiais.

“Em vários cenários de antigamente, fizemos pesquisas iconográficas do imóvel, trazendo assim a originalidade do local. Por se tratar de um restauro, temos que cuidar de vários aspectos da história, assim aproveitando as peças antigas e substituindo apenas o que não é possível de ser reaproveitado”, explica Daniel Herszon, coordenador técnico do ”Manaus Histórica”.

A previsão de entrega da biblioteca é para 10 meses, para o primeiro semestre de 2020.

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.