Depressão é doença e não falta de Deus, diz psicóloga em Manaus

Por Portal do Holanda

02/03/2020 15h51 — em Amazonas

Manaus/AM - A primeira edição do programa Hora do H deste mês teve como convidada a psicóloga Lívia Levinthal que, entrevistada por Humberto Amorim, tratou de temas atuais como a depressão e sua consequência mais triste: o suicídio.

Em 2017, a Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgava dados sobre suicídios que, à época, envolviam  800 mil pessoas por ano, o equivalente a um suicídio a cada 40 segundos no mundo.

De acordo com a psicóloga, a própria OMS já previra que no ano de 2020 a depressão atingiria seu pico.

Entre os sinais que a vítima de depressão emite está o fato de se isolar, a dificuldade de se perceber é que a pessoa deixa de frequentar o meio social. Porém, quando fala que, se pudesse, iria sumir, já é um alerta. Essas expressões, entre outras, são forma de expressar a depressão, explica Lívia.

Um dos mitos que Lívia Levinthal combate é quando se diz que a depressão é falta de Deus na vida das pessoas. A psicóloga afirma que a frequência a uma igreja pode ser terapêutica, pode ajudar, para aqueles que acreditam, mas insiste no fato de que depressão é uma doença.