Siga o Portal do Holanda

UBS's têm horário estendido

Amazonas tem Dia D de vacinação contra o vírus H1N1

Publicado

em

Foto: Reprodução

Neste sábado (30), o Amazonas promove o Dia D de vacinação contra gripe no estado, intensificando o combate ao vírus H1N1 na capital e mais 44 municípios do interior. Até a tarde de ontem (29), foram aplicadas 366.948 doses da vacina no estado, o que equivale a 39,5% da cobertura total dos grupos prioritários.

Na capital Manaus, são 200 postos de vacinação em funcionamento em todas as zonas, até as 17h, incluindo as unidades municipais, os centros de Atenção Integral à Criança (Caics) e os centros de Atenção Integral à Melhor Idade (Caimis) André Araújo e Ada Viana, da rede estadual.

No interior, as cidades de Apuí, Borba, Canutama, Carauari, Guajará, Humaitá, Ipixuna, Itapiranga, Lábrea, Manicoré, Maraã, Novo Aripuanã, Presidente Figueiredo, Tapauá e Tefé vão realizar Dia D em datas diferentes.

A diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Rosemary Costa Pinto, destacou que o perigo da doença ainda não passou e, por isso, é preciso sensibilizar a população mais vulnerável para participar da campanha. “Neste sábado diga sim à prevenção e compareça à unidade de saúde com o seu cartão de vacina para se proteger desse vírus que continua matando”, disse.

Há um chamamento especial para as crianças menores de 6 anos, além de mulheres grávidas e daquelas que estão no período de 45 dias após o parto. “As menores coberturas vacinais estão nestas três categorias, que estão suscetíveis aos vírus podendo fazer formas graves da doença, a vacina está disponível, é só comparecer nas UBS [unidade básica de saúde] e fazer esse ato de proteção”, ressaltou a diretora.

Número de casos

O estado registrou 908 casos notificados, sendo 119 positivos para o Vírus da Influenza A (H1N1) e 163 para Vírus Sincicial Respiratório (SRV), segundo a 15ª edição do Boletim Epidemiológico da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), da FVS, atualizada nessa sexta-feira (29).

Passou para 32 o número de mortes registradas por H1N1. As cidades onde ocorreram as mortes são Manaus (25), Manacapuru (três), Parintins, Itacoatiara, Japurá e Urucurituba, com um caso em cada.

Em relação ao vírus sincicial, não houve alteração, continuando os 13 óbitos divulgados no dia 22.

Amazônia queima, Bolsonaro vacila e Macron se ‘apropria’ da região

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.