Mulher teve imagem íntima vazada por clínica de estética

Por Portal do Holanda

21/09/2020 22h08 — em Justiça & Direito

Uma clínica de estética e um professor universitário utilizaram fotos de partes íntimas de uma mulher sem autorização.

Informações divulgadas pelo Tribunal de Justiça de Minas Geras (TJMG), atestam que a mulher disse que durante o período em que trabalhou na clínica de estética, sua chefe pediu que ela se submetesse ao procedimento de eletroterapia – para correção de flacidez mamária. Ela foi informada de que seriam tiradas fotos da região apenas para verificar o resultados. Mas a mulher foi surpreendida ao saber que um professor estava utilizando a imagem de sua parte íntima em slides sem devida autorização em sala de aula.

A clínica de estética e o professor além de pagarem indenização de R$ 10 mil por danos morais, eles foram proibidos de usar a imagem, sob pena de multa no valor de R$ 5 mil a cada descumprimento.