Disparo que matou dançarino do esquenta saiu de arma de PM

Por

02/07/2014 12h54 — em Famosos & TV

Douglas Rafael da Silva Pereira, o DG do programa "Esquenta", foi morto no dia 22 de abril no Morro do Pavão-Pavãozinho, no Rio de Janeiro.

Agora, o inquitério mostra que a bala que atingiu DG partiu de uma arma de uso exclusivo da polícia.

De acordo com o jornal "O Globo", a investigação comprova que apenas dois soldados que trabalhavam naquela madrugada poderiam ter feito os disparos. Até o momento, ainda não se sabe qual dos dois foi o autor do tiro.