Bastidores da Política - Manaus não consegue tratar seus doentes e os enterra em pé


Manaus não consegue tratar seus doentes e os enterra em pé

Por RAIMUNDO DE HOLANDA

16/01/2021 19h42 — em Bastidores da Política

Manaus não consegue tratar seus doentes e os que sobreviveram a  asfixia que ainda mata na rede hospitalar, foram enviados a outros Estados, menos ricos, mas organizados e solidários. Estão ajudando a salvar vidas que os governos locais  não estavam preparados para sequer tentar.  Ao contrário, onde havia excesso de mortes por falta de oxigênio, o governador Wilson  Lima mandou abrir valas e foram enterrados  em pé, num desrespeito à vida e a morte de cidadãos amazonenses.

Isso vai passar, mas haverá consequências legais? Onde estão o Ministério Público e a Defensoria Pública para iniciar um mutirão para proteger com pensão alimentícia e indenizações famílias vítimas da incúria assassina do governo ?

O que será o futuro da cidade de Manaus e do Estado Amazonas pós-pandemia ? Ninguém está olhando para isso, é coisa que não interessa aos grupos dirigentes. Só querem esquecer o que não pode ser esquecido. A ferida aberta é muito extensa e vai sangrar por décadas.

Pensei em nada escrever hoje, utilizar uma tarja preta na coluna em homenagem aos mortos. Mas vou abrir espaço para a jornalista  Norma Araújo falar. O que ela diz é a verdade mais absoluta, mais crua e mais amarga. Se você não viu o video abaixo, abra. E chore conosco.

Se você ainda não viu este  video, abra. E chore conosco.

 

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.