Mutações achadas no Amazonas, Reino Unido e África apresentam 'alto risco'

Por Portal do Holanda

21/01/2021 17h50 — em Amazonas

Foto: Pixabay

O Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças alertou nesta quinta-feira (21) que as três variantes do novo coronavírus encontradas no Reino Unido, África do Sul e no Estado do Amazonas, representam um alto risco, devido ao maior poder de transmissão.

As mutações descobertas nestes países e no Amazonas - que neste caso também já se espalhou para o restante do Brasil - são mais transmissíveis, o que consequentemente aumentará a taxa de internações e mortes em pessoas de todas as faixas etárias. 

“Estamos vendo a deterioração epidemiológica em áreas onde já há transmissão das variantes da Sars-Cov-2”, afirmou Andrea Ammon, diretora do centro. Segundo ela, todos os membros da União Europeia devem preparar os seus sistemas de saúde para “a escalada da demanda”.

O Reino Unido e outros países europeus fecharam as fronteiras, mas a ECDC alerta que o distanciamento rigoroso, o distanciamento social, a vigilância, a quarentena, o sequenciamento genético são imprescindíveis para frear a transmissão das novas cepas. 

O centro ainda alerta para que os governos adotem uma agilidade maior no ritmo das vacinações, especialmente para os grupo de risco como profissionais de saúde e idosos.

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas