Líderes da "Família do Norte" são pegos reunidos em Manaus

Por

26/02/2014 17h22 — em Amazonas

(Para preservar a imagem de "Arapapá", líder da quadrilha, advogado põe terno sobre o cliente. Imagens: Wallace Brayan/Portal do Holanda)

 

Mais de seis meses de investigação resultou na na ação policial que ganhou o nome de "Operação Arapapá", que prendeu os principais representantes da Facção Norte-FDN, e seu líder André "Arapapá", que comandava a região centro-sul de Manaus.

Na noite de ontem, 25, os policiais receberam a denúncia de que seis integrantes do grupo estariam reunidos para planejar novas ações e se prepararam para a captura. A ação foi rápida e os seis foram presos em meio a uma churrascada que faziam para se confraternizar. Com eles foram encontradas drogas e arma.

No dia de hoje, 26, outros três foram capturados, totalizando nove prisões. São eles: André Alves dos Santos, o "Arapapá, de 29 anos, Diego Raitto Dias da Costa, 25, Julio Cesar Lunif Ferreira, 33, Eduardo de Oliveira Silva, 26, Nathanael Santiago de Souza, 31, Charles Adriano de Jesus, 45, Marcleia da Silva Nogueira, 25, Leandro Roque Gonçalves, 22 e um dos principais líderes além de "Arapapá", Esdras Manasses Cavalcante Pinto, o "Psicopata", de 31 anos.

No momento da apresentação da facção para a imprensa, o advogado de "Arapapá" cobriu o rosto do seu cliente com o paletó para preservar sua imagem.

Conforme o delegado da DEPRE, Dr. Samir Ferreira, as investigações foram iniciadas pela Dra. Vanessa que fez todas as conexões chegando aos nomes dos indivíduos e que todos eles são de alta periculosidade, possuindo passagem no sistema prisional pelos mais diversos crimes. "Com base nas investigações, novas prisões serão feitas", afirmou o delegado.

 


+ Amazonas