Siga o Portal do Holanda

Agenda Cultural

Café Teatro recebe dois espetáculos do Palco Giratório nesta sexta

Publicado

em

Foto: Divulgação

Manaus/AM - A programação da 22ª edição do Palco Giratório levará ao palco do Les Artistes Café Teatro, no Centro Histórico de Manaus, nesta sexta-feira, 12/7, mais dois espetáculos que integram a programação do projeto na capital. O Palco Giratório é um projeto do Serviço Social do Comércio (Sesc) que apoia manifestações artísticas voltadas para o desenvolvimento cultural e a democratização da cultura nacional. O acesso é gratuito.

Às 19h, a Companhia Casa Circo, do Amapá, apresentará no palco do teatro o espetáculo “A Mulher do Fim do Mundo”, uma reflexão sobre a figura de resistência dos corpos e seus conflitos internos, num discurso de afirmação e validação de ser significante na sociedade.

Segundo a sinopse do espetáculo solo de dança, o enredo ocorre dentro de um delírio, quando uma mulher se depara com a existência de um corpo que respira a cada segundo para se manter em pé. Neste estado delirante, a personagem estabelece um diálogo visceral e direto do corpo e com o corpo, validando existência dos vários corpos que atravessam gerações num flagelo chamado “viver”.

O segundo espetáculo a se apresentar na noite de sexta-feira, 12/7, às 21h, vem do Distrito Federal, chamado “Femi-Clown Cabaré-Show – Cabaré das Rachas”. O espetáculo a ser apresentado será um desdobramento da vivência aplicada na Sala de Dança do Sesc, localizada no Centro, nos dias 8 a 11/7.

Segundo a diretora Pedagógico-Artística, Ana Flávia Garcia, a proposta é uma ação multiplicadora de saberes em circo-teatro, criada a partir do encontro e das partilhas entre mulheres palhaças e suas criações, onde artistas de circo, da poesia, das culturas populares e de rua da cidade são convidados a um encontro com o trio de palhaças do Cabaré das Rachas para a empreitada político-afetiva do humor e da palhaçaria de mulher.

“É uma ação multiplicadora de saberes em circo-teatro, que se dá a partir do encontro e das partilhas entre mulheres cisgênero e transgênero, palhaças e suas criações. Eu queria mesmo era trazer o pulso do feminismo para essa criação. Fritaria total, como trazer nossas pautas para o mundo do circo, da palhaçaria, do humor, com a potência necessária tanto para o riso quanto para ‘rachar’ o confortável sobre mulheres, com a missão de refletir, escutar, falar e tratar do empoderamento feminino na cena e das etapas de criação de um cabaré de variedades, com linha dramatúrgica coletiva e feminista”, disse Garcia.

Além da direção artístico-pedagógica de Ana Flávia Garcia, o espetáculo recebe, ainda, assistência de direção de Elisa Carneiro e coordenação de produção de Juliana Cury.

Crime organizado infiltrado na política

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.