Salvamento e resgate aéreo marcam início da operação do helicóptero

Por

18/06/2014 14h15 — em Amazonas

Manaus/AM - Um simulado com resgate de vítima com politraumatismo, ocasionado por um acidente de trânsito deu início às operações do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) e da Defesa Civil, utilizando helicóptero multimissão para situações de extrema emergência na capital e nos municípios que compõem a Região Metropolitana de Manaus. A apresentação da aeronave em situação simulada foi realizada nesta quarta-feira, 18, no Comando-Geral da corporação, no bairro Petrópolis.

“A aeronave AS50 B2 (Esquilo) está preparada para o atendimento pré-hospitalar, com maca, cilindros de oxigênio e demais equipamentos de emergência, busca e salvamento. É um serviço pioneiro e essencial, que o governo, por meio do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, disponibiliza à população do Estado’, afirmou o comandante-geral do CBMAM, coronel Roberto Rocha.

 Além do atendimento pré-hospitalar, o helicóptero conta com equipamento Bambi Bucket, que capta água de um ambiente durante o voo e lança em outra área, como regiões de queimada. Tem ainda pontos de ancoragem para ser utilizado em resgate por meio de rapel. Com autonomia de voo de 3h20min (sem a necessidade de abastecimento), pode levar até 2.250kg e até seis pessoas, contando com a tripulação.

Fotos: Divulgação

Um dos principais benefícios do transporte aeromédico nessa região é a redução no tempo-resposta do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil. Em Manaus o Hospital Francisca Mendes e Pronto-socorro João Lúcio, estão aptos a receber vítimas oriundas de resgate aéreo. Uma emergência via terrestre no município de Rio Preto da Eva, por exemplo, que levaria quase uma hora para transportar uma vítima de acidente de trânsito em estado grave, com o helicóptero o tempo reduziria para no máximo 15 minutos de voo.

Para a operação da aeronave foi criado uma estrutura própria no CBMAM. É o Comando de Bombeiros Salvamento Aéreo e Regate- CBSAR, composto por 15 bombeiros militares.

O helicóptero também dará suporte às ações do sistema de segurança pública voltadas para a Copa do Mundo em Manaus a partir desta quarta-feira, 18, e vai atuar em outros eventos de grande concentração de pessoas, como o Festival Folclórico de Parintins.

 Simulado

Após um acidente de trânsito com dois veículos, uma vítima com ferimentos leves foi levada pela Unidade de Resgate via terrestre e a outra, apresentando quadro clínico grave, com politraumatismo, necessitou do apoio aéreo. Por meio do Centro de Operações Bombeiro Militar (Cobom), foi acionada a equipe de resgate aéreo CBSAR.

O helicóptero partiu da base e chegou ao local para a remoção da vítima e transporte à unidade de saúde.

Fotos: Divulgação