Pai é preso após estuprar e engravidar menina de 12 anos em Manaus

Por Portal do Holanda

07/04/2021 11h59 — em Policial

Pai foi preso no abrigo de venezuelanos - Divulgação

Manaus/AM - Um venezuelano foi preso na manhã desta quarta-feira (7), suspeito de estuprar e engravidar a própria filha de 12 anos em Manaus. A prisão ocorreu em um abrigo para indígenas venezuelanos.

De acordo com a titular da Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (DEPCA), delegada Joyce Coelho, a vítima estava com cerca de 20 semanas de gestação quando realizou o aborto previsto em lei.

Conforme a delegada, em março deste ano, uma funcionária do abrigo e a adolescente de 12 anos buscaram a DEPCA para relatar o estupro. "A princípio a menina, que é venezuelana, disse que teria sido abusada por um brasileiro, mas não sabia dizer quem. Foi solicitado o aborto e o genitor dela autorizou. A mesma só contou que tinha sido estuprada pelo pai quando ficou sozinha com uma assistente de saúde após realizar o procedimento cirúrgico", disse a delegada.

Para a funcionária, a adolescente afirmou que o pai a estuprou cerca de cinco vezes dentro do abrigo em meados de outubro de 2020. A menina disse que a madrasta estaria viajando quando ela foi abusada. A vítima contou que o pai a ameaçou de morte caso ela contasse sobre os abusos.

A equipe do abrigo disse que não tem certeza se o homem é realmente o pai biológico da adolescente, pois, quando a família chegou ao Amazonas, o suspeito foi até a sede da Polícia Federal e se apresentou como pai da vítima sem nenhuma documentação.

O homem foi preso e levado para a sede da DEPCA, onde ficará a disposição da Justiça. A menina foi encaminhada para abrigo no Serviço de Acolhimento Institucional de Crianças e Adolescentes (Saica).


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Policial