Siga o Portal do Holanda

Amazonas

TCE mantém multa e sanção que impede Adail de ocupar cargos públicos por cinco anos

Publicado

em

Por

O recurso do ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, para nular decisão desfavorável do Tribunal de Contas do Estado, que acolheu denúncia de que  emitia notas fiscais “frias” para justificar gastos da Prefeitura, foi rejeitado.  Além de    confirmar a multa, o TCE manteve a proibição de  Adail exercer cargo público por cinco anos.

 

Já os  prefeitos de Rio Preto da Eva e Nhamundá, Fullvio da Silva Pinto e Mário José Chagas Paulain, respectivamente, foram condenados pelo Tribunal  na sessão ordinária desta quinta-feira a devolver aos cofres públicos R$ 45 mil em razão de irregularidades encontradas em suas prestações de contas do ano passado.

O relator dos processos dos dois prefeitos, auditor Mário Filho, multou Fullvio em R$ 35,4 mil e Mário Paulain em R$ 9,6 mil. Conforme o auditor, além de não terem apresentado documentação, os dois ignoraram os prazos do TCE. Ambos os processos foram os primeiros 100% digitalizados.

Outro prefeito que teve as contas desaprovadas, por unanimidade, foi o de Novo Airão, Wilton Pereira dos Santos. Ele foi multado pelo conselheiro Ari Moutinho em R$ 10,9 mil por diversas irregularidades identificadas na prestação de contas, do ano de 2007.

 
 

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.