Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Polícia cumpre 25 mandados de prisão em Manaus

Publicado

em

Por

A Polícia Civil do Amazonas e a Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai) desencadearam a “Operação Padrão”, com o objetivo de prevenir e reprimir o tráfico de entorpecente, homicídios ligados ao tráfico e roubo a residências e estabelecimentos comerciais, com o cumprimento de 50 mandados, sendo 25 de prisão e 25 de busca e apreensão, nos endereços dos alvos.


Os mandados foram expedidos pelo Juiz de Direito, Cássio André Borges dos Santos, da 1ª. Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecente (Vecute), com o parecer favorável do promotor de justiça Alberto Nascimento.  

 

Foram apreendidos dois carros, um Celta preto, placa NOW-3703, um Fiat Uno, vermelho, placa JXT-7702, quatro motocicletas, uma Fazer, lilás, placa OAE-7618, usada pela quadrilha nos assaltos, uma Yamaha BR 125, vermelha, placa NOU-0830, uma Fan CG 150, preta, placa NOP-7066 e uma CBX 200, preta, TWT-0504, aproximadamente dois quilos de droga, cocaína e pasta base de cocaína, 4 armas de fogo e munições de diversos calibres. A quadrilha era especializada em assaltos a estabelecimentos comerciais e residências, “saidinha de banco”, roubos de veículos, os carros eram roubados, a documentação e a placa clonadas, e eram revendidos, e tráfico de droga, agiam sempre armados. Realizavam um trabalho de inteligência para escolher suas vítimas, monitorando os alvos, para abordarem no momento mais adequado para quadrilha. As vítimas eram abordadas por dois homens em uma motocicleta, e outros ficavam dentro do carro para dar apoio na fuga. A quadrilha praticava os assaltos para se capitalizarem para comprar armas e droga.

 

Durante a ação foram presas 18 pessoas e apreendida uma adolescente de 17 anos, são eles: José Adailson Rodrigues de Freitas, o “Ceará”, 26, natural do estado do Ceará, está em Manaus desde 2003, é apontado como cabeça da quadrilha, gerenciava um laboratório de droga, na Comunidade Raio do Sol, bairro Cidade Nova, que abastecia várias “bocas de fumo” na Zona Norte, era foragido do Complexo Penitenciário Anísio Jobim, (Compaj), onde cumpria pena no regime semiaberto, por roubo, desde de maio de 2010, Jorge Luiz Pereira Chagas, o “Tio Jorge”, 45, também apontado como chefe do esquema, foi condenado há dez anos pelo crime de roubo, liberado em 2007, Erika Fernanda Matos Rodrigues, 24, esposa do “Ceará”, Remisson Moraes de Azevedo, o “Bira”, 28, Lucinei Augusto Pacheco, “Nei”, 22, Denilson dos SantosSilva, o “Capitão”, 36, Dirceu dos Santos da Silva, 33, Cleomar Ferreira de França, o “Sorvete”, 34, André de Oliveira Cruz, o “Juca”, 30, gerente de uma “boca de fumo” da quadrilha que funcionava no bairro Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste, Gelson Pastique da Silva, o “Puff”, 30, Márcio da Silva Mendonça, 25, Marlem Samy Silveira Magalhães, 20, Francisco Adalmir Rodrigues de Freitas, “Cearazão”, 32, irmão de “Ceará”, Ronaldo Oliveira Firnmino, “Cabeça”, 23, João Gomes Uchoa, 38, Reginaldo Nogueira dos Santos, 23, Madson Pinto de Oliveira, o “Babidi”, 21, e Cristiano das Chagas Oliveira, o “Lourão, 23.  

 

Participaram da operação 50 policiais civis, sendo sete delegados, 40 investigadores, três escrivães. A coordenação geral da ação foi do Secretário da Seai, Thomaz Vasconcelos, operacional da Delegada da Seai, Tâmera Maciel, com a supervisão do Delegado-Geral, Mário César Nunes. Foram quatro meses de investigação, levantamento de dados, localização e endereços dos alvos, para que a operação pudesse ser realizada. Segundo o Secretário da Seai, “Ceará” não temia a polícia, em duas situações trocou tiro com policiais militares, atingindo uma viatura do Ronda nos Bairros, que fazia diligência na Comunidade Raio do Sol. A quadrilha sitiava a comunidade, com uso de armamento pesado. A quadrilha é suspeita de envolvimento em mais de 30 assaltos a residência e estabelecimentos comerciais. Um assalto que teve repercussão foi o do sargento da Polícia Militar, Francisco Chagas, conhecido como “Chaguinha” assaltado no dia 15 de janeiro deste ano, por volta das 17h, quando a lavava seu carro, em frente à sua residência, no Conjunto Nova Cidade, bairro Cidade Nova, quando foi abordado por dois homens armados, em uma motocicleta, que anunciaram o assalto. “Chaguinha” reagiu, sendo foi alvejado com três tiros.

 

Para o Delegado-Geral, Mário César Nunes, hoje o tráfico de entorpecente tem sido o principal fator desencadeador do aumento da criminalidade, visto que, está associado a outros crimes, como homicídios, aliciação de menores de idade ao crime, entre outros. “Ações como esta inibe a criminalidade e retira da sociedade pessoas que são nocivas as famílias”.

 

Após a conclusão dos procedimentos dos mandados de prisão, de busca e apreensão e dos flagrantes, os presos serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro. A adolescente foi encaminhada à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), para realização dos procedimentos cabíveis.

 


 

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.