MPF investiga obras com indícios de irregularidades da Amazonas Energia em Manaus

Por

14/04/2012 8h19 — em Amazonas

A ampliação do sistema de subtransmissão de energia elétrica em Manaus, realizada a partir de 2009, é alvo de investigação do Ministério Federal. A obra consumiu cerca de R$ 80 milhoes e o Tribunal de Contas da União registrou 13 irregularidades que não foram sanadas.
 


Portaria publicada na edição do dia 13, sexta-feira, no Diário Oficial da União, indica que o Ministério Público Federal entra no caso porque houve o descumprimento de determinação exarada pelo TCU, inadequação das providências adotadas pela administração da Amazonas Energia  para sanar interferências que pudessem provocar o atraso na obra, além de Projeto básico deficiente ou desatualizado que não foi corrigido.
 
Em 2010  o Tribunal de Contas da União solicitou que o gerente do Departamento de Planejamento e Engenharia da Amazonas Distribuidora de Energia, Renê Marques Formiga, apresentasse a  justificativas para as irregularidades apontadas, mas não teria recebido as informações adequadas.

NULL