Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Empresários envolvidos na operação saúva condenados a até 92 anos de prisão

Publicado

em

Por

O Ministério Público Federal no Amazonas  obteve a condenação de seis empresário envolvidos na Operação Saúva, deflagrada em 2006 pela Polícia Federal em Manaus e que prendeu 30 pessoas suspeitas de um esquema de fraude a licitações:Cristiano da Silva Cordeiro, José Maurício Gomes de Lima, João Leitão Limeira, Ricardo de Oliveira Lobato, Lamark Barroso de Souza, Claudomira Pinto Cavalcante e Adalto Carneiro Pereira Portela Filho. Eles foram acusados, entre outros delitos, de crimes contra a lei de licitações, corrupção ativa e passiva, uso de documento falso, lavagem de dinheiro, crimes contra a ordem tributária e formação de quadrilha.


A ação penal de nº 2006.32.00.005269-6 foi o primeiro de três processos criminais decorrentes da operação a ser julgado pela Justiça Federal no Amazonas. Os réus eram acusados, entre outros delitos, de crimes contra a lei de licitações, corrupção ativa e passiva, uso de documento falso, lavagem de dinheiro, crimes contra a ordem tributária e formação de quadrilha.

Cristiano da Silva Cordeiro foi condenado a 92 anos e quatro meses de reclusão; José Maurício Gomes de Lima foi condenado a 13 anos de reclusão; João Leitão Limeira foi condenado a 26 anos de reclusão; Ricardo de Oliveira Lobato foi condenado a 21 anos de reclusão; Lamark Barroso de Souza foi condenado a 17 anos de reclusão; Claudomira Pinto Cavalcante foi condenada a 52 anos e oito meses de reclusão. O processo em relação a Adalto Carneiro Pereira Portela Filho foi desmembrado e ele ainda não foi julgado.
 

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.