Siga o Portal do Holanda

Operação Vertex

Omar, Nejmi e irmãos do senador são suspeitos de serem os principais beneficiários da Maus Caminhos

Publicado

em

Foto: Reprodução/Instagram Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

Manaus/AM - O senador Omar Aziz (PSD) e os seus familiares foram os principais alvos da operação Vertex da Polícia Federal (PF) no Amazonas, nova fase da Maus Caminhos, deflagrada nesta sexta-feira (19) em Manaus. Essa fase das investigações apura a participação dos que são apontados como os maiores beneficiários dos desvios de recursos da saúde do Amazonas. A esposa do senador e ex-primeira-dama Nejmi Aziz, junto dos irmãos dele Murad, Mansour e Amin Aziz foram presos preventivamente nesta sexta-feira elevados à sede da PF. 

A decisão de investigar Omar Aziz surgiu logo no início da Maus Caminhos, após a interceptação de telefonemas, mensagens de celular e documentos que indicavam pagamentos de recursos desviados da saúde para o parlamentar e seus familiares, segundo a PF. Porém, devido a sua prerrogativa de função como senador a investigação sobre ele foi desmembrada para o Supremo Tribunal Federal (STF). 

Neste ano, o ministro Dias Toffoli, entendeu que a prerrogativa de função não cabia ao senador na investigação da Maus Caminhos, pois os atos de corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo qual é investigado foram supostamente cometidos quando estava no cargo de governador do Amazonas. Então o processo voltou para a 1ª instância da Justiça Federal. 

A PF não informa o nome dos investigados, mas o delegado da PF, Alexandre Teixeira, disse que o ex-governador do Amazonas, alvo da investigação de hoje, recebia recursos do empresário Mouhamad Moustafá. 

“A investigação partiu da base de uma hipótese de recebimento de vantagens indevidas pelo ex-governador do Amazonas hoje senador. No inicio da investigação ele era ex-governador quando o Instituto Novos Caminhos (INC) assumiu os serviços no Estado. Esses indícios de pagamentos foram detectados por meio de elementos, documentos, conversas interceptadas e mensagens de celulares colhidas onde esse agente (senador) recebia dinheiro público assim como seus parentes”, explicou o delegado responsável pela investigação. Ele disse que os alvos da Vertex respondem por corrupção passiva, prática de organização criminosa e lavagem de dinheiro. 

O uso politico do caso Alejandro

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.