Brasil tem hit da vacina antes mesmo de o primeiro imunizante chegar ao país

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

15/01/2021 14h35 — em Famosos & TV

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - Sem um imunizante aprovado pela Anvisa e sem uma data confirmada para o início da vacinação contra o coronavírus, o Brasil pode dizer que já tem, pelo menos, a trilha sonora da campanha, a música "Bum Bum Tam Tam", do MC Fioti.

O hit, que alcançou mais de 1 bilhão de visualizações no YouTube em 2018, voltou com tudo nas redes sociais pela semelhança com o nome do Instituto Butantan e agora vai ganhar uma nova versão para se tornar, oficialmente, o "hino da vacina".

Na manhã desta sexta-feira (15), o MC compartilhou em suas redes sociais a gravação do novo clipe, que terá como palco a sede do instituto, em São Paulo. Nas imagens, ele aparece cantando enquanto anda pelos corredores do prédio. Ao fundo, vários funcionários surgem dançando.

Em entrevista à BBC News Brasil, ele disse que a nova versão, a ser lançada em breve, tentará manter o contexto original de "Bum Bum Tam Tam", em que um gênio da lâmpada concede desejos a MC Fioti e seus amigos, numa espécie de harém.

"Na nova versão, o gênio dá três desejos. A gente vai pedir paz e saúde para a população e a cura para o coronavírus", disse ao veículo.

Segundo ele, a letra também foi adaptada e terá os versos "a vacina envolvente que mexe com a mente/ de quem tá presente/ A vacina saliente/ vai curar muita vida e salvar muita gente/ Vem cá vacina, tam/ Vem cá vacina tam tam tam".

De tanto acompanhar as notícias sobre a chegada da vacina, o nome do Instituto Butantan foi se tornando mais familiar aos brasileiros, e não demorou muito para que o refrão da música fosse ressuscitado nas redes sociais.

Foi na semana passada, porém, que o funk começou a ganhar ar de trilha sonora. Após o anúncio da eficácia da Coronavac -a vacina desenvolvida em parceria com a fabricante chinesa Sinovac-, começaram a circular memes relacionando "Bum Bum Tam Tam" com o nome do instituto, o que fez o hit voltar à cena.

Segundo o Spotify, só nesta semana, o número de reproduções da faixa de MC Fioti cresceu 284% no Brasil em comparação com o início do mês. O estado de São Paulo foi responsável pela maior alta -265%, durante o mesmo período.

Quando foi lançada, há cinco anos, a música fez tanto sucesso que, pouco mais de um ano depois, atingiu a inédita marca de 1 bilhão de visualizações no YouTube num vídeo brasileiro -hoje já há mais de 1,5 bilhão de reproduções no site.

Na época, em entrevista a este jornal, o MC contou que se inspirou numa partitura para flauta em lá menor assinada por Johann Sebastian Bach.

"Eu tava com a ideia de fazer música em cima de uma flauta, uma música mais dançante, e aí apareceu a partitura do Bach", disse.

O funk, que sampleou a composição do compositor alemão com uma batida original, estourou não só no Brasil, mas em vários países. Na época da entrevista, MC Fioti tinha acabado de voltar de uma turnê por 14 países pela Europa, em que atraiu um público de cerca de 100 mil pessoas, em países como Holanda, Suíça, França, Alemanha, Espanha, e por ali afora.

"Fora do país, todas as entrevistas que eu dei focaram exatamente isso. Por isso que ela ganhou tanta força no cenário mundial. Quem imaginava que um MC iria escutar ou conseguiria tirar algo do Bach? Foi a partir daí que começaram a dar um valor musical para o funk", comentou.

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Famosos & TV