Renda dos mais pobres cai 20% em período pós-crise, diz FGV

Por Portal do Holanda

21/05/2019 9h42 — em Economia

Levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), instituição ligada à Fundação Getulio Vargas (FGV), indica que a desigualdade relacionada à renda oriunda do trabalho está em alta, ao atingir 0,627 no índice de Gini, demonstra um dos mais altos níveis dessa desigualdade.

Conforme  o estudo, esse nível de desigualdade é o maior alcançado desde o ano de 2012, e se torna mais cristalina quando se observam as oscilações na renda dos 10% mais ricos e dos 40% mais pobres.

De acordo com o levantamento, a variação acumulada real da renda média entre os mais ricos (10% da população) e os mais pobres (40% da população) mostra que, no período pré-crise (até 2015), os mais ricos tiveram aumento real de 5% e os mais pobres, o dobro, 10%. Depois do pós-crise, a renda acumulada real dos mais ricos aumentou 3,3% e a dos mais pobres caiu mais de 20%. Observando-se toda a série histórica, desde 2012, a renda real acumulada dos mais ricos aumentou 8,5% e a dos mais pobres caiu 14%.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Economia