A segunda onda do tsunami coronavírus

Por Portal do Holanda

10/01/2021 21h09 — em De olho na Política

Paciente com covid-19 - Foto: Divulgação

A esperada 2ª onda do coronavírus chega com a violência das hordas de bárbaros do passado. De cepa nova, enfrenta os protocolos médicos que já estavam subjugando seu antecessor. Pior que isso, coloca de joelhos os governantes, que afrouxaram a vigilância, e agora correm atrás do prejuízo causado.

A nova mutação do ‘velho’ coronavírus, que foi parar em Tóquio levada por quatro viajantes saídos de Manaus, é o registro mais alarmante de que estamos enfrentando um tsunami de infecções.

E o alerta de médicos sobre pessoas chegando aos hospitais com pulmões gravemente comprometidos, e a capacidade “cada vez mais morosa” de regeneração, nos coloca numa corrida difícil contra a morte. 

 

A covid-19 e a política

Ante o agravamento da pandemia, o mundo político local faz do recesso parlamentar seu lockdown. As lideranças esquecem até que o ‘mundo virtual’ poderia colocá-las com segurança na linha de frente das discussões e soluções. É uma hora em que as pessoas precisam da voz e ação de suas lideranças. 

 

Almeida e a falta de ação

O prefeito David Almeida pede 10 dias de isolamento máximo da população, para diminuir a incidência da transmissão do vírus da Covid-19 em Manaus. Parece ser um prazo aleatório, apenas para ‘compor’ o discurso político. A cidade precisa de ações mais reais de controle e fiscalização rigorosas.

 

Os pecados de Baleia Rossi

Na disputa pela presidência da Câmara, o deputado Baleia Rossi começa a esbarrar em seus próprios ‘pecados’. Suspeitas de seu envolvimento em fraudes de contratos chegaram às mãos do ministro Kassio Nunes, em inquérito corrente no STF. Nunes é considerado ‘garantista’ e pró-bolsonarista.

 


+ De olho na Política