Sondas americanas enviadas ao espaço em 1977 já mostraram 10 luas em Urano

Por Portal do Holanda

08/06/2021 11h00 — em Curiosidades

Foto: Divulgação

Desde agosto de 1962, quando os Estados Unidos da América (EUA) lançaram a primeira sonda espacial, para Vênus e em novembro do mesmo ano, a União Soviética lançou sua primeira nave-robô, rumo a Marte, cerca de 115 equipamentos destinados à exploração especial já foram enviados ao espaço.

O objetivo desses aparelhos com tecnologia cada vez mais sofisticada é conhecer o Universo e muitas informações já foram colhidas.

Entre as mais famosas e importantes estão a Voyager 1 e a Voyager 2, que estudam Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, além de forças gravitacionais e foram enviadas pelo governo norte-americano.

Devido a um gerador termoelétrico de radioisótopos de alta longevidade de projeto robusto e resistente que possuem, as sondas Voyager transmitem de forma ininterrupta sinais para a Terra desde 1977.

A Voyager 2 subiu ao espaço a 20 de agosto de 1977 e a exemplo da Voyager 1, tirou proveito de um raro alinhamento planetário que ocorre apenas uma vez a cada 176 anos.

Pelas informações da sonda, foi possível saber não só de dez luas e mais dois anéis em Urano e mais cinco luas, quatro anéis e da Grande Mancha Escura em Netuno, mas também ver a 14ª lua em Júpiter.

Quando deixou o sistema solar em 5 de novembro de 2018, ela seguiu em direção à estrela vermelha Aldebarã, onde chegará em dois milhões de anos.  Cientistas estimam que em 14 mil anos, a sonda ultrapassará os limites da Nuvem de Oort, se desligando completamente do sistema solar e saindo da influência do campo magnético do Sol.

VOYAGER 1

Lançada depois da Voyager 2, em 5 de setembro de 1977, a Voyager 1 explorou Júpiter e Saturno, descobrindo novas luas, vulcões ativos e anéis. Além disso, enviou à Terra uma quantidade gigantesca de dados sobre o sistema solar externo.

A Voyager 1 é o objeto humano mais distante da Terra. No seu percurso, em 17 de fevereiro de 1998, ultrapassou a Pioneer 10 e em 1º de agosto de 2012, atingiu o espaço interestelar. Quando ficar sem energia, seguirá para o espaço profundo, passando pela Nuvem de Oort em 40 mil anos.

Outra sonda, lançada em 19 de janeiro de 2006, foi a New Horizons, cujo objetivo é explorar Plutão e o Cinturão de Kuiper. No dia 14 de julho de 2015, fez seu primeiro sobrevoo sobre o planeta-anão, revelando detalhes de sua superfície que mudariam completamente a ideia que a ciência tinha sobre ele.

Os sensores lançados por essa sonda em direção do Cinturão de Kuiper e para o objeto antes chamado de MU69, depois apelidado de Ultima Thule  foi batizado de Arrokoth (termo nativo americano que significa “céu” na língua Powhatan/Algonquian). Após essa tarefa, a próxima missão de Arrokoth ainda está em aberto.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Curiosidades