Cometa Halley passará pela Terra novamente em 2061

Por Portal do Holanda

07/06/2021 15h49 — em Cura pela Natureza

Arte: Liminha / Portal do Holanda

Um dos cometas mais conhecidos e famosos do Universo, o Cometa Halley tem características especiais que justificam essa posição. Já foi registrado em 30 passagens pela Terra, sendo a última em 1986, e será visível aqui novamente em 2061, provavelmente no mês de junho.

A característica de ser um cometa periódico, que “visita” a Terra a cada 75 a 76 anos é outro fato que o deixou famoso. Para a nova visita, em 2061, acredita-se que estará mais brilhante, pois estará no mesmo lado da Terra em relação ao sol.

Mas no ano de 1910, houve pânico por conta de sua passagem, diante de notícias divulgadas na imprensa de que um gás venenoso na cauda dele mataria todos os habitantes do Planeta.

O cometa foi descoberto pelo astrônomo Edmond Halley em 1696, após examinar relatórios de um cometa que se aproximou da Terra em 1531, 1607 e 1682. Halley concluiu que esses três cometas eram, na verdade, o mesmo que sempre retornava à Terra, e previu que o cometa voltaria novamente em 1758. Como não era mais vivo para ver o retorno do cometa, sua descoberta fez com que esse corpo celeste fosse batizado com seu nome.

O Cometa Halley, no entanto, é bem antigo, pois o primeiro registro de sua passagem no sistema solar ocorreu em 239 anos antes de Cristo e há gravuras indicando esse fato.

A aparência mais famosa do cometa aconteceu antes da invasão da Inglaterra em 1066 por William, o conquistador, que aproveitou o fato para vincular o aparecimento do astro ao seu sucesso, e por isso foi representado na Tapeçaria de Bayeux, que narra a invasão.

ESTUDOS

Muitos estudos são feitos sobre o cometa e um desses, feito pela Nasa, a agência espacial norte-americana, revela que Halley continua se afastando do Sol, e vai atingir seu ponto mais distante no final de 2023, para então  fazer o caminho de volta.

Cientistas dizem que o cometa reflete aproximadamente 4% de luz que ele recebe e, embora pareça muito claro e brilhante, ele é escuro como carvão, mas brilha intensamente quando está perto o suficiente para o Sol, pois a poeira e os vapores são queimados.

Outra descoberta dos cientistas da Nasa é que desenvolve várias velocidades diferentes, variando entre 70,6 km/s a 63,3 km/s, variação que teria como causa da atração exercida pelas forças gravitacionais de Saturno e de Júpiter e de Saturno, que podem desacelerar o cometa.

A poluição luminosa em 1986 frustrou as pessoas que esperavam vê-lo no céu, mas naquele ano foi possível enviar espaçonaves para observá-lo.

Os cientistas observam que, embora o cometa só passe na Terra a cada 75 anos, é possível os resíduos deixados por ele em uma frequência muito menor, como a chuva de meteoros Orionid, que ocorre todos os anos no mês de outubro e pode ser observada no Brasil. Além disso, ele produz chuvas de meteoros em maio, chamada Eta Aquarids.

As estimativas dos cientistas é de que o cometa ficará em nosso sistema solar por aproximadamente 10 milhões de anos.

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Cura pela Natureza