Ministro inocenta Braga da acusação de peculato e formação de quadrilha

Por

26/06/2014 21h14 — em Brasil

Depois de determinar, em março do ano passado, a abertura de inquérito  para apurar  se o senador Eduardo Braga (PMDB-AM) participou de fraude em 2003, quando era governador do Amazonas, ao autorizar a desapropriação de terreno com valorização de 3.100% em favor da empresa Columbia Engenharia, o  ministro Gilmar Mendes, do STF, se convenceu que o ex-governador é inocente da suspeita de  formação de quadrilha e fraude. A  Procuradoria Geral da República (PGR), que havia feito a denuncia, recuou da acusação de que Braga  cometeu peculato.

O senador também conseguiu um espaço no jornal Nacional da Rede Globo, nesta quinta-feira, única emissora a dar a noticia que nem mesmo foi veiculada no site do Supremo Tribiunal Federal. Veja a decisão do ministro, na íntegra: