Defesa de Lula diz que decisão do STF não repara danos causados por Moro

Por Portal do Holanda

08/03/2021 17h10 — em Brasil

Lula e Sérgio Moro -Foto: Reprodução

Após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em anular condenações de Luiz Inácio Lula da Silva, a defesa afirma do ex-presidente que foi uma forma de reconhecer a incompetência da Justiça em Curitiba, mas não apaga os danos causados pelo ex-juiz Sergio Moro e pelos procuradores da 'lava jato'.

Segundo um site Globo, os advogado afirmam que decisão deferida pelo Ministro Edson Fachin, ainda esta tarde, onde o magistrado declarou a incompetência da Justiça Federal do Paraná nos casos do triplex do Guarujá, do sítio de Atibaia e das doações ao Instituto Lula, "não tem o condão de reparar os danos irremediáveis", e que "está em sintonia com tudo o que sustentamos há mais de 5 anos na condução dos processos".  Na decisão, Fachin disse que Moro Não era juiz natural dos casos

A defesa afirmou ainda, que a incompetência da Justiça Federal em Curitiba para julgar as acusações foi demonstrada no início do processo, em 2016. 

"Nessa longa trajetória, a despeito de todas as provas de inocência que apresentamos, o ex-presidente Lula foi preso injustamente, teve os seus direitos políticos indevidamente retirados e seus bens bloqueados. Sempre provamos que todas essas condutas faziam parte de um conluio entre o então juiz Sergio Moro e dos membros da 'força tarefa' de Curitiba, como foi reafirmado pelo material que tivemos acesso também com autorização do Supremo Tribunal Federal e que foi por nós levado aos autos da Reclamação nº 43.007/PR", dizia parte da nota dos advogados à imprensa.

A partir de agora, os processos serão analisados pela Justiça Federal do Distrito Federal, à qual caberá dizer se os atos realizados nos três processos podem ou não ser validados e reaproveitados.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil