Siga o Portal do Holanda

Brasil

Aumento de impostos marcou passagens de Haddad na Prefeitura de São Paulo

Publicado

em

O presidenciável Fernando Haddad (PT) teve passagens pela Prefeitura de São Paulo como chefe de gabinete e prefeito, deixando marcas polêmicas em relação a criação de taxas e aumento de impostos. Agora candidato à presidência, Haddad afirma que não haverá aumentos na carga tributária e que cobrará mais daqueles que possuem mais. 

Na sua gestão pela prefeitura, Haddad desagradou tanto ricos e a classe média. A primeira passagem por lá foi como chefe de gabinete de Marta Suplicy, entre 2001 e 2004, prefeita que ficou conhecida como “Matraca”, pois criou taxas de luz e do lixo. Quando assumiu a prefeitura, Haddad reajustou o IPTU e dobrou a alíquota do ITBI (imposto sobre transmissão de imóveis). 

Segundo Haddad, não existe contradição 

A assessoria de Fernando Haddad frisou que não existe contradição entre suas atuações na prefeitura e a promessa de não aumentar a carga tributária.

"Na época da Marta, Fernando Haddad era chefe de gabinete e trabalhava na equipe de Joao Sayad. Seria um pouco forçado atribuir a ele, isoladamente, a responsabilidade pelo aumento da carga tributária", afirma, em nota.

O comunidade, lembra, ainda que o reajuste do IPTU era obrigatório e que o reajuste do ITBI ocorreu devido aos prejuízos relacionados à tarifa de ônibus. Com informações da Folhapress.

A Amazônia está queimando e Bolsonaro é em grande parte responsável

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.