Siga o Portal do Holanda

Cura na Natureza

Uva age contra o diabetes e regula colesterol ruim; conheça mais benefícios

Publicado

em

Foto: Pixarbay

Além de deliciosas e práticas, as uvas apresentam mais de 60 espécies, milhares de variedades e diversas cores. A fruta é um alimento de baixo índice glicêmico e uma ótima fonte de vitamina K, cobre, vitaminas do complexo B e vitamina C.

O site Mundo Boa Forma listou alguns benefícios desta fruta versátil.

1) A uva pode auxiliar na perda de peso

Um dos principais benefícios em utilizar a uva em uma dieta para perda de peso é o fato de ela ser uma opção de lanche rápido e saboroso entre as refeições com uma quantidade relativamente baixa de calorias, evitando o consumo de petiscos industrializados, cheios de gordura e açúcar.

A uva contém ainda um pouco de fibra, que ajuda na saciedade e funcionamento intestinal e é muito importante em dietas de emagrecimento.

Além disso, um estudo publicado no International Journal of Sports Nutrition and Exercise Metabolism, em 2014, identificou que o resveratrol, um dos compostos antioxidantes presentes na uva, pode ser capaz de aumentar o gasto energético no tecido muscular, ajudando a queimar mais calorias naturalmente. Ele ainda levou a um ganho de peso menor em camundongos alimentados com uma dieta rica em gorduras em comparação a animais que não receberam resveratrol. Mais estudos são necessários para embasar com maior segurança esse achado, porém já podemos considerar um indicativo do poder do resveratrol também no aumento do metabolismo e perda de peso.

2) A uva pode ajudar no ganho de massa muscular

O ganho ou, mais precisamente, a construção de massa muscular depende de um fornecimento adequado de nutrientes para os músculos. Como excelente fonte de carboidratos, a uva pode ajudar na recuperação e síntese de fibras musculares. Tomar um suco de uva (sem açúcar claro) após o treino, por exemplo, facilita a recuperação metabólica e ativa a síntese proteica o que leva a mais massa magra.

A ação do resveratrol sobre a atividade enzimática nas mitocôndrias pode ainda melhorar a capacidade de produção energética, aumentando a eficiência muscular e facilitando a síntese proteica, que também precisa de energia disponível para ocorrer. Mais estudos são necessários nesse aspecto.

3) A uva confere proteção cardiovascular

A abundante quantidade de compostos antioxidantes na uva promove a saúde do sistema cardiovascular, pois ele é o mais susceptível à ação danosa das espécies reativas de oxigênio, uma vez que a concentração de oxigênio no sangue é elevada. As células e as paredes dos vasos sanguíneos quando sofrem estresse oxidativo ficam sobre estado inflamatório, originando doenças como arteriosclerose e outras condições patológicas cardiovasculares.

As uvas são capazes de melhorar a:

Regular a pressão arterial

Regular o colesterol total

Regular o colesterol ruim (LDL) e seu nível de oxidação

Reduzir a probabilidade de agregação de células às paredes dos vasos

Reduzir as concentrações de espécies reativas de oxigênio (agentes oxidantes)

Regulação da agregação plaquetária

Melhorar a vasodilatação pela liberação de óxido nítrico nas células das paredes dos vasos

Melhorar a inflamação

Melhorar os níveis de glutationa no sangue

Reduzir os riscos de ataque cardíaco

Todos esses efeitos garantem um excelente nível de proteção cardiovascular.

4) A uva protege o sistema nervoso

Pesquisadores da Suíça descobriram que o resveratrol pode proteger contra doenças neurodegenerativas por prevenir a os danos oxidativos dos radicais livres que estão ligados ao desenvolvimento de doenças como o Alzheimer.

O resveratrol pode ainda aumentar o fluxo sanguíneo para o cérebro, aumentando a velocidade de resposta mental e desempenho cognitivo.

Estudos com animais ingerindo extrato de uva e humanos ingerindo o suco da fruta também indicaram uma melhora no desempenho mental, redução da acumulação de espécies reativas de oxigênio e de moléculas que sinalizam o processo inflamatório.

Mais estudos são necessários para investigar mais a fundo a ação do resveratrol e da uva nessas condições, porém podemos afirmar que existe um grande potencial benéfico.

5) A uva protege contra a radiação

A exposição aos raios ultravioletas da luz solar é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de pele. Vários estudos indicaram que o resveratrol é capaz de proteger a pele contra a ação lesiva desses raios, prevenindo a ocorrência do câncer.

A proteção contra a radiação também pode ser benéfica para pacientes que já são portadores de câncer e que precisam fazer tratamentos com radioterapia, que pode ter um efeito sobre outras células saudáveis do organismo.

6) A uva aumenta a longevidade

Estudos sobre longevidade indicaram que existem alguns genes envolvidos nesse processo. Eles podem ser ativados por uma dieta que garanta uma boa nutrição, porém com baixas calorias. Estudos recentes mostraram que o resveratrol também pode ter um papel ativador destes genes, promovendo uma vida longa e saudável.

 

7) A uva protege contra o diabetes

Os compostos vegetais presentes na uva parecem ter também um excelente benefício no controle dos níveis sanguíneos de açúcar, a glicemia. Pesquisas mostraram que a suplementação com resveratrol promoveu uma queda de 10% na glicemia de pacientes com estado pré-diabético. Além disso, ele pode melhorar a sensibilidade das células do organismo à insulina. Um quadro de resistência à insulina é característico de doenças como síndrome metabólica e é fator de risco para desenvolvimento de diabetes, causando picos de insulina e hipo e hiperglicemia.

8) A uva combate a inflamação

A partir de diversos estudos, existem diversas razões pelas quais é possível concluir que, assim como a ação antioxidante, a uva tem um grande potencial anti-inflamatório. Isso porque parece reduzir as concentrações de substâncias produzidas pelo organismo que são mediadores do processo inflamatório, ou seja, promovem a inflamação nos diversos tecidos e podendo causar muitas doenças. Também parece haver uma ação sobre algumas enzimas pró-inflamatórias.

9) A uva pode combater infecções

Os fitonutrientes presentes na uva ainda indicam ter ação contra micro-organismos, o que pode ser um potencial agente no auxílio ao combate a doenças infecciosas. Mais estudos são necessários nessa área.

10) A uva é fonte de vitamina K e Cobre

Além dos benefícios citados anteriormente, na sua maioria devidos à presença de compostos fitoquímicos como flavonoides e resveratrol, a uva beneficia a saúde dos ossos e a coagulação sanguínea pela presença de vitamina K e também o transporte de oxigênio por todo o corpo por fornecer cobre, que participa do processo de fixação de ferro na hemoglobina.

Anitta, um show de gastança inesquecível

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.