Siga o Portal do Holanda
Escândalo no governo Lima

Governador nomeia acusada de tráfico, depois exonera. Secom culpa Casa Civil por 'erro'

Publicado

em

Um princípio de escândalo surgiu nas páginas do Diário Oficial do Estado: uma delegada acusada de tráfico e de comprar votos para o governador do Amazonas foi nomeada para exercer cargo de confiança no governo. O decreto de nomeação trouxe a assinatura de Wilson Lima e de seus principais assessores. A secretária de comunicação, Daniela Assayag, tentou apagar o fogo que tomava conta do governo na tarde desta quarta-feira. Jogou muita agua, mas não conseguiu dissipar a fumaça e a ameaça de novos incêndios. Segundo Assayag,  houve  um erro de digitação. Alguém na Casa Civil trocou exonerar por nomear.

O “conserto” veio em seguida, com nova publicação, mas o motor do governo, que já funciona mal, apagou, ficando  a suspeita de conluio com irregularidades da campanha e prêmio para quem trabalhou de forma ilícita em nome da ideia do "novo" que agora se revela atrasada e cheia de vícios. 

EM TEMPO:

A acusação de que Alessandra utilizava dinheiro do tráfico  para comprar votos destinados ao então candidato Wilson Lima foi feita pelos advogados da coligação do ex-governador Amazonino  Mendes. A prisão da delegada, por tráfico, ocorreu em 19 de outubro.

 

+ BASTIDORES DA POLÍTICA

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

ESTREIAS COM PIPOCA: VINGADORES: ULTIMATO

 Siga o Holanda

Amazonas

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.