Bastidores da Política - SUCESSÃO NO AMAZONAS: Braga mexe no tabuleiro eleitoral de 2022 ao se aproximar de David


SUCESSÃO NO AMAZONAS: Braga mexe no tabuleiro eleitoral de 2022 ao se aproximar de David

Por RAIMUNDO DE HOLANDA

30/05/2021 19h11 — em Bastidores da Política

2022 chegou mais cedo, com a polarização da disputa presidencial Bolsonaro x Lula, e com a mexida no tabuleiro politico do Amazonas  feita neste domingo pelo senador Eduardo Braga(MDB), que tem a intenção de disputar o governo do Estado.

Braga reuniu pela primeira vez depois das eleições municipais do ano passado com o prefeito David Almeida. Os dois, de certa forma, foram adversários. Braga apoiou o ex-governador Amazonino Mendes, derrotado por David.  Mas política é um sistema de fluxo e refluxo, onde adversários de ontem podem ser aliados de amanhã.

Não foi isso ainda que se viu neste domingo. Braga e David discutiram investimentos na infra-estrutura de Manaus, recursos que o senador pode viabilizar.  E sucessão estadual, que eles, como sempre, negam.

É evidente o interesse eleitoral, e David é a “menina dos olhos” de qualquer politico com intenção de entrar na disputa pelo governo em 2022,  por administrar uma cidade que concentra  mais de 60% do eleitorado do Estado.

Será peça fundamental nas próximas eleições, dependendo  ainda de sua administração deslanchar. Espaço tem, talento e possibilidades também. Mas não tem equipe à altura para empurrar o time e fazer dele uma liderança política reconhecida como tal pelos eleitores. Nada que não possa ser mudado ou alterado ao longo deste ano.

É cedo para fazer prognósticos em relação a administração David e de como estará sua popularidade em janeiro, quando completa um ano de mandato. Mas de seu olhar para o futuro, da análise que deve e precisa fazer de sua própria equipe vai depender  o sonho de se tornar uma nova liderança politica no Estado.

Quanto a Braga,  jogou as cartas e deve colher dividendos políticos. Tem visão estratégica e sabe, como poucos, canalizar recursos para projetos que, sem dinheiro, ameaçam ficar no papel.

O problema das alianças montadas precocemente é elas serem fortes candidatas a ser desfeitas às vésperas da eleição. Braga já pisou em  muitas pontas de faca e sabe como a politica funciona.O que se diz hoje, se nega amanhã. Não é assim com todos os políticos, mas é assim com quase todos os políticos.

De qualquer maneira a mexida no tabuleiro revela a disposição de Eduardo Braga de buscar aliados, especialmente em Manaus, onde sua votação para o Senado  foi abaixo das expectativas em 2018. Uma dificuldade a superar. Os primeiros passos foram dados…

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.