O jabuti plantado na pesquisa Ibope

Por Raimundo Holanda

15/10/2020 0h30 — em Bastidores da Política

Sem explicar  como mediu  a mudança súbita do comportamento dos eleitores de Manaus em um jogo no qual os últimos “serão os primeiros”, o  Ibope puxou do penúltimo lugar para ocupar a terceira colocação na disputa do primeiro turno o candidato Ricardo Nicolau. Ricardinho, que patinava entre 3 e 4  pontos, literalmente  voou e encostou em David Almeida (11 contra 13% do ex-interino). Como o Ibope plantou esse jabuti na pesquisa divulgada ontem pela Rede Amazônica é um mistério. 

Não tem relação com  as chances de ocorrência de um resultado. Sequer uma medida de erro com base num  princípio metodológico. É mais um desvio. De conduta?  talvez. Erro estatístico ? Não parece, pela forma como o candidato furou a fila com base em uma suposta tendência de voto.

A pesquisa inverteu  posições.  Coronel Menezes foi empurrado para frente e Alfredo Nascimento para trás.  O que seria natural em um quadro de alteração do humor e da tendência do eleitorado, fatores que não existem no momento.

Não é apenas o Ibope que deve explicações sobre essa "pesquisa", mas também a Rede Globo, que utiliza da sua poderosa audiência para influenciar um eleitorado na sua maioria ainda indeciso.

Veja o resultado da pesquisa Ibope/Sistema Globo:

Amazonino Mendes (Podemos): 25%
David Almeida (Avante): 13%
Ricardo Nicolau (PSD): 11%
Zé Ricardo (PT): 10%
Capitão Alberto Neto (Republicanos): 7%
Coronel Menezes (Patriota): 6%
Alfredo Nascimento (PL): 3%
Chico Preto (DC): 3%
Romero Reis (Novo): 2%
Marcelo Amil (PC do B): 1%
Branco/Nulo: 16%
Não sabe/Não respondeu: 3%