Siga o Portal do Holanda

Governo tenta acabar greve, professores relutam, mas TCE mostra saída: demissões

Publicado

em

Ao advertir o governo do Amazonas de que  violou a Lei de Responsabilidade Fiscal - gasta 51% do que arrecada com pagamento de servidores e que poderá sofrer sanções - o TCE -Am não quis e nem é esse o seu papel - interferir nas negociações entre governo e professores para pôr fim a uma greve que já dura 20 dias. Mas sinalizar que já passou da hora de definir prioridades.

A própria Lei de Responsabilidade Fiscal aponta alternativas para o equilíbrio de despesas com pessoal, quando elas ultrapassam o limite prudencial de 49%, entre elas  a redução dos cargos em comissão ou  funções de confiança.

O governo não está sendo levado para  forca.Ainda. Mas precisa saber o que quer, o que tem valor, capital intelectual, gera conhecimento, produz riqueza e esperança.

Parece claro que isso passa pela valorização da educação e eventuais cortes para contemplar os professores em quase nada empacarão o desempenho do governo. Pelo contrário, eliminará a ociosidade paga com dinheiro público.

A maioria dos servidores que ocupam cargos de confiança e comissionados não comparece  ao trabalho, muitos sequer moram no estado, mas tem o suporte de quem indica e que exerce forte influência sobre os governos.

Esses  servidores sem compromisso com o trabalho - ou a grande maioria deles - consomem mensalmente com salários  graciosos R$ 40 milhões dos cofres do Estado. 

Ademais, a continuar nesse ritmo haverá um risco real de os salários dos servidores atrasar.Aí pode ser o caos.

 

+ BASTIDORES DA POLÍTICA

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


1MinutoNerd: DIA DO ORGULHO NERD: VIVA A EXPERIÊNCIA

 Siga o Holanda

Amazonas

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.