Bastidores da Política - Circo da política não vai parar em Manaus. Mau exemplo em diplomação no TRE


Circo da política não vai parar em Manaus. Mau exemplo em diplomação no TRE

Por RAIMUNDO DE HOLANDA

18/12/2020 20h25 — em Bastidores da Política

  • Se Dione buscava o aplauso, engoliu o silêncio dos presentes, surpresos ao vê-lo rastejar. Pelo que se viu na cerimônia de diplomação dos novos vereadores, o circo da politica não vai parar…

Dione Carvalho, vereador eleito pelo Patriota, pode não representar a Câmara de Manaus, recém eleita. Mas a cena que  protagonizou nesta sexta-feira, em cerimônia de diplomação no TRE,  retrata  a dificuldade de uma parte considerável dos políticos em  compreender o papel para o qual foram eleitos. 

Ainda que o gesto tivesse o sentido simbólico de demonstrar que representava uma parcela da população - crianças cardiopatas, onde faria um trabalho filantrópico-, a cerimônia  de diplomação tinha formalidades e uma certa liturgia, das quais  não poderia fugir. 

Passou a impressão, ruim, de despreparo. Se despertou risos foi porque seu comportamento inusitado lembrou não um  representante do povo,  ou o  super-herói Capitão América, mas um  brincante de circo. 

Se buscava o aplauso, engoliu o silêncio dos presentes, surpresos ao vê-lo rastejar. Pelo que se viu na cerimônia de diplomação dos novos vereadores,  o circo da politica não vai parar…

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.