Siga o Portal do Holanda

Compra respiradores Amazonas

Loja de vinhos repassou R$ 2,2 milhões para empresa americana em conta no exterior

Publicado

em

Foto: Divulgação Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Manaus/AM - A loja de vinhos, FJAP e Cia, que vendeu respiradores para o Governo do Amazonas, repassou R$ 2,2 milhões para a empresa americana Jalusa Corporation Inc., em uma conta no exterior. A informação consta na representação que originou a operação Sangria, deflagrada pela Polícia Federal e Ministério Público Federal (MPF) na última terça-feira (30), autorizada pelo ministro Francisco Falcão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

A loja de vinhos repassou 28 respiradores para o Amazonas pelo preço aproximado de R$ 2,9 milhões, com parte desse valor, R$ 2.274.225,  sendo imediatamente remetidos para uma conta no exterior da empresa Jalusa, por meio de operação cambial. De acordo com o MPF, essa movimentação configura em “robustos indícios da prática de lavagem de dinheiro”, conforme o documento da representação. 

A Jalusa Corporation Inc. anteriormente havia vencido um outro processo de licitação para fornecer os respiradores para o Governo do Amazonas, mas, sem nenhuma explicação, ela não chegou a entregar os equipamentos. O dono da FJAP, Fábio José Antunes Passos, que foi preso na última terça-feira, já havia afirmado em depoimento que o pagamento para a Jalusa se referia a importação dos respiradores. 

Contudo, a Jalusa não realizou o envio dos respiradores para FJAP, conforme informações  da Receita Federal. O representante da empresa Jalusa, Ruben Gustavo Siqueira Lengler, foi alvo do cumprimento de mandado de busca e apreensão em seus endereços.  

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.