Compartilhe este texto

AM-010 e o pedágio por peso


Por Orsine Jr.

01/08/2022 20h33 — em
Turismo, eu acredito!


Foto: Reprodução / Internet

Percorrer a AM-010 é quase uma aventura de rally por conta, principalmente, da falta de manutenção da rodovia. Não é de hoje que se “reclama” das condições da estrada, que tem 250 quilômetros e liga Manaus a Rio Preto da Eva e Itacoatiara. 

A falta de conservação/manutenção constante aliada ao intenso tráfego de veículos pesados são os principais causadores da situação da AM-010, que poderiam ser solucionados com a cobrança de pedágio de caminhões que transportam madeira, gás e soja na rodovia. O ideal seria estabelecer peso (mínimo e máximo) e dimensões para o tráfego de veículos pesados, conforme estabelecido no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). 

Foto: Reprodução / Internet

Com isso, os caminhões que ultrapassem as especificações mínimas estariam sujeitos ao pagamento de pedágio, revertido para a manutenção da estrada. Vale destacar que, atualmente, alguns trechos da rodovia passam por obras de reforma e duplicação, com recurso de R$ R$ 220 milhões de emenda parlamentar do Senador Omar Aziz. 

Mas além da reforma de duplicação, a AM-10 precisa de manutenção/conservação e, para isso, seria viável a instalação de controle de tonelagem em pontos estratégicos da estrada, como na saída/entrada de Manaus, Rio Preto da Eva e Itacoatiara.  Dessa forma, a rodovia será melhor cuidada, os motoristas estarão mais seguros e as viagens serão mais curtas, principalmente para Itacoatiara, que, hoje, levam, em média, seis horas, por percurso.

Pela constante manutenção e conservação permanente da AM-010, Turismo Eu Acredito!

Foto: Reprodução / Internet


Os artigos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados nesta coluna não refletem necessariamente o pensamento do Portal do Holanda, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

ASSUNTOS: Turismo, eu acredito!

+ Turismo, eu acredito!