Brasileira atropelada nos Estados Unidos morre em Manaus

Por

15/10/2012 6h59 — em Manaus

A estudante Dimitria Rocha Carvalho,  vítima de um acidente de trânsito nos Estados Unidos e que era transportada para o Brasil em vôo particular, morreu depois que a aeronave fez uma  parada para abastecimento em Manaus. A estudante sofreu uma embolia pulmonar e não resistiu.


Foi enterrado no início da tarde de domingo, em Taubaté, no Vale do Paraíba, o corpo da estudante Dimitria Rocha Carvalho, de 21 anos, vítima de um acidente de trânsito nos Estados Unidos. Segundo familiares, o alto custo do tratamento americano, que já estaria em US$ 4 milhões, fez o hospital convencer a família a trazê-la para o Brasil. A jovem não suportou a viagem e morreu na terça-feira, em solo brasileiro.

A estudante de Engenharia Mecânica estava na Flórida com o namorado para estudar inglês. Em janeiro deste ano, ela sofreu um acidente de trânsito - a moto que pilotava bateu de frente com um carro. Dimitria teve hemorragia interna, com traumas nos pulmões e rins, ficou internada por nove meses, sendo que ficou 35 dias em coma e passou por 11 cirurgias.

De acordo com familiares, a mãe de Dimitria, que acompanhou a filha durante os nove meses de tratamento nos Estados Unidos, chegou a tentar uma negociação para prolongar o tratamento da estudante no Hospital North Broward Medical Center, localizado na Flórida. "Mas ela foi convencida da segurança do transporte", afirmou o padrasto, Evandro Luiz Assis.

O transporte de Dimitria ao Brasil, segundo a família, foi feito em uma aeronave alugada pelo hospital, que improvisou uma UTI. Na parada para abastecimento em Manaus (AM), a estudante sofreu uma embolia pulmonar e não resistiu.

A família ainda não decidiu se vai pedir ajuda para a Justiça brasileira para apurar o caso e não sabe como será quitada a dívida com o hospital americano. O padrasto de Dimitria não soube informar o valor exato da dívida, "Estão falando em US$ 4 milhões. A família ainda está procurando entender o que houve, estamos tentando digerir tudo isso", desabafou.

O enterro da jovem ocorreu no início da tarde de ontem em Taubaté, onde Dimitria estudava e vivia com a família.

 

 

Com informações da AE

NULL

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Manaus