Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Amazonino retoma Grupos de Trabalho com jetons mensais de até R$ 2,8 mil

Publicado

em

Por

Criados para engordar o salário de servidores, os Grupos de Trabalho foram extintos em 2004 por orietanção do Ministério Público, mas agora retornam com toda a força na administração Amazonino Mendes

 Manaus - Em 2004, a Prefeitura de Manaus foi orientada pelo Ministério Público do Estado do Amazonas  a acabar com os Grupos de Trabalho, prática  existente  nas diversas secretarias municipais herdadas pelo prefeito tampão da época, Luiz Alberto Carijó.

Mas passados oito anos, o prefeito Amazonino Mendes decidiu reativá-los,    com o pagamento de jetons que variam de R$ 1,8 mil a R$ 2,8 mil.


Na edição de ontem do Diário Oficial do Município  foram publicados a criação de dois novos GTs compostos exclusivamente por secretários, subsecretários e assessores cujos salários já giram em torno de R$ 5 mil a R$ 15 mil e que com as gratificações poderão receber até R$ 17 mil.

Ao todo são 22 servidores agraciados com os jetons que estão assegurados até 31 de dezembro de 2012 nas subcomissões de Infraestrutura e de Educação. O decreto de criaçao dos GTS  não diz quais  os trabalhos que esses grupos vão executar. 

Mais gratificações


O pacote de bondade do prefeito Amazonino Mendes (PDT) chegou também ao Gabinete Militar, pasta comandada pelo secretário Otávio Cabral que alterou sem qualquer justificativa a produtividade de 94 funcionários e aumentou a gratificação de outros 291 servidores. Os percentuais de ganhos sobre os salários variam de 50% a 300%.

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.