Compartilhe este texto

Websérie reúne memórias de jornalistas e RPs egressos da Ufam

Por Portal do Holanda

24/05/2022 14h50 — em
Manaus


Foto: Divulgação

A Websérie ‘Memórias: Jornalistas e Relações Públicas do Amazonas’ acaba de ser lançada no canal do Youtube da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). A produção marca os cinco anos da FIC e tem o intuito de apresentar a trajetória de profissionais da área de Comunicação Social formados pela universidade. A primeira temporada conta com seis episódios que podem ser conferidos no link:  https://www.youtube.com/c/FaculdadedeInformaçãoeComunicação

O projeto foi criado e coordenado pela jornalista Cristiane Barbosa, professora doutora do curso de Jornalismo da Ufam e desenvolvido por acadêmicos do curso. De acordo com a jornalista, a iniciativa também é uma forma de estimular os jovens talentos a conhecerem o percurso profissional daqueles que os antecederam na universidade. Dentre os entrevistados estão: os jornalistas Cynthia Blink, Gerson Severo e Rodrigo Pacheco; os relações públicas Larissa Prado, Mariana Moreira e Danilo Egle. 

“Ao mesmo tempo, esse projeto mostra para a sociedade os reflexos e resultados positivos da formação de profissionais ao longo das décadas nas duas habilitações de Comunicação da FIC/Ufam, oferecidas no âmbito da universidade pública e de qualidade”, frisou a professora. O curso de Jornalismo forma profissionais no Amazonas há 53 anos e o de Relações Públicas há 45 anos. 

A docente explicou ainda que o produto deverá ter continuidade em outras temporadas, contemplando outros nomes do jornalismo e da área de RP. A produção da websérie, além de contribuir para um banco de memórias de egressos da universidade, também é uma prática de metodologia ativa aplicada na formação de futuros jornalistas na Amazônia.

Esta primeira temporada de 2022 traz episódios com o formato de entrevistas com três jornalistas e três profissionais de relações públicas. A estreia da websérie foi bem recebida pelos próprios acadêmicos que puderam ter uma experiência mais próxima de suas futuras profissões e colocaram em prática aquilo que aprenderam em sala de aula.

O diretor da FIC, professor Allan Soljenitsin Barreto Rodrigues, ressaltou sobre a importância de relembrar e valorizar os profissionais formados pelos dois cursos da área de Comunicação da Ufam.  “Essa é uma demonstração de resultados da universidade pública, gratuita e que trabalhamos, diariamente, para que seja de qualidade. A universidade pública, gratuita, como nós conhecemos, vem sofrendo uma série de cortes orçamentários que põe em dúvida se as futuras gerações terão as mesmas oportunidades que os formados em outras épocas. A websérie mostra assim que os profissionais são a prova da importância do ensino superior público, gratuito e de qualidade e socialmente referenciado”, frisou.

O coordenador do curso de jornalismo da FIC/Ufam, Rafael Hoff, destacou a importância desse produto desenvolvido no âmbito acadêmico. “O material produzido expressa essa vertente prática do curso, ao mesmo tempo que provoca a reflexão: por onde andam os nossos egressos? É uma importante contribuição à história e memória dos cursos de Comunicação da Ufam”, declarou Hoff.

Na avaliação do coordenador do curso de Relações Públicas, Israel Rocha, a produção dos vídeos contribui tanto para a formação técnica dos acadêmicos quanto para a divulgação das carreiras de Comunicação. “É super importante apresentar à sociedade como estão os profissionais formados na FIC, em especial no contexto do nosso curso de Relações Públicas que completa 45 anos em 2022”, opinou.

Na visão de Beatriz Souza, aluna do curso, a websérie por ser produzida ainda no ambiente de aprendizado das técnicas jornalísticas, também possibilita observar a prática acadêmica do curso de jornalismo, assim como o leque de opções que se abre ao ingressarmos nos cursos de comunicação. “Além disso, essas experiência nos possibilita uma visão ampla e detalhada do mercado de trabalho em áreas que possam ser escolhidas pelos acadêmicos futuramente”, destacou ela.

Para a acadêmica de Jornalismo, Maria Eduarda Coelho, a criação da série é incrível. “Como estudante, pude sentir mais de perto a experiência de produção de reportagem, senti que foi um contato mais próximo com a minha futura profissão. Acredito que ela vai ajudar muito os futuros alunos, pois é uma série rica em informações que responde várias dúvidas por meio das carreiras dos nossos entrevistados”, destacou Maria Eduarda Coelho, acadêmica de jornalismo da Ufam.



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Manaus

+ Manaus