Morreram 31 pessoas por falta de oxigênio durante colapso em Manaus

Por Portal do Holanda

26/01/2021 1h45 — em Manaus

Colapso na saúde (Foto: Pixabay)

Manaus/AM - Nos dias 14 e 15 de janeiro, 31 pessoas morreram por falta de oxigênio durante colapso nos hospitais de Manaus. É o que indica os documentos obtidos pelo Ministério Público de Contas sobre o caos no sistema público de saúde devido ao aumento de internações por Covid-19.

O SPA e Policlínica Dr. José Lins registrou o maior número de mortes. Ao todo, foram 10 óbitos, sendo sete no dia 14 e 4 no dia 15. Em seguida, foram contabilizados sete mortes no SPA e policlínica dr. Danilo Corrêa por asfixia em decorrência da falta oxigênio. Um ofício emitido pelo SPA Alvorada aponta que houve 3 mortes no dia 14 e mais 3 no dia seguinte.

No Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) houve 4 mortes em apenas 3 horas também por falta de oxigênio. Já na  Fundação de Medicina Tropical foram 3 mortes no dia 14 de janeiro de pacientes dependentes de oxigênio.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Manaus