Justiça é acionada para que coveiros tenham prioridade na vacinação

Por Portal do Holanda

23/01/2021 8h07 — em Manaus

Foto: Jander Robson / Portal do Holanda

Manaus/AM - A Procuradoria Geral do Município ingressou nessa sexta-feira (22), com um pedido junto à Justiça Federal, para exigir que a União inclua na lista de vacinação contra covid 102 servidores que atuam no SOS Funeral e outros 190 coveiros.

Os servidores estão diariamente expostos à contaminação pelo novo coronavírus, porque lidam com corpos de vítimas da doença, mas não foram lembrados pelo Ministério da Saúde, quando houve a definição da lista de prioridades.

O procurador-geral do Município, Marco Aurélio Choy, informou que a definição das prioridades do Programa Nacional de Vacina (PNI) é estipulada pelo governo federal. Por causa da escassez de vacinas, foi definido que, nesta primeira fase, só devem receber as doses, idosos que vivem em asilos, indígenas aldeados e profissionais de saúde, que trabalham na linha de frente contra o novo coronavírus.

“O governo federal estipula as prioridades. Assim como incluiu recentemente os caminhoneiros dentro do grupo de risco, há outros grupos de profissionais que são prioritários, e que, assim como agentes de saúde, também estão na linha de frente, como, por exemplo, os coveiros. Vamos tentar incluir esses profissionais, além dos funcionários da Semasc, que trabalham com o SOS Funeral, no grupo de prioridade da vacina”, informou Choy.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Manaus