Indicadores de criminalidade têm queda em Manaus, diz SSP Amazonas

Por Portal do Holanda

30/10/2020 15h57 — em Manaus

Ocorrência de estupros caiu 23%em 2020, informa SSP AM - Foto: Divulgação

Manaus - Em 2020, Manaus acumula queda em todos os principais indicadores de criminalidade, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Entre os meses de janeiro e setembro deste ano, as maiores reduções ocorreram nos crimes de homicídio (-16%), latrocínio (-17%), furto e roubo (-17%) e estupro (-23%).

Conforme os dados da SSP, os chamados Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que englobam os casos de homicídios, latrocínios e lesão corporal seguida de morte, chegaram a uma redução de 16,4%.

Os números refletem o trabalho de todos os órgãos de segurança pública do Estado. No período, foram intensificadas as ações de policiamento ostensivo, realizados lançamentos de novos programas, como o Rocam Motos; e houve a ampliação de ações de inteligência e investigação policial. Ocorreram operações policiais de grande porte, como a operação Mamon, que prendeu o maior traficante de drogas do Amazonas e retirou mais de seis toneladas de entorpecentes de circulação.

Redução em homicídios

Um dado que chama a atenção é a redução na quantidade de homicídios. Em 2020, a capital amazonense registrou a menor quantidade deste tipo de crime em uma década. De 2010 para cá, esta foi o menor número de ocorrências deste tipo de crime para o período, segundo o levantamento. Enquanto em 2020, foram 509 homicídios, entre janeiro e setembro, no mesmo período do ano passado, a capital totalizou 608 casos. Já de janeiro a setembro de 2018, a cidade somou 683 homicídios.

Foram registrados 23 casos de crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, neste ano, contra 28 em 2019. Fechando o comparativo CVLI, os dados de lesão seguida de morte caíram de 16 para 13 ocorrências.

Outros crimes

Os dados da SSP apontam também para a queda nos registros de lesão corporal (-5%), estupro (-23%), tentativa de homicídio (-21%), furto e roubo (-17%).

No caso dos furtos, a queda mais expressiva foi no registro de furtos a residências, com queda de 25%, e furtos a estabelecimentos comerciais ou de serviços, com retração de 11%. Já nos casos de roubos, a principal queda foi no indicador de roubos em vias públicas (-19%) e roubos a veículos (-18%).

Indicadores
- Homicídio =  -16,2%
- Latrocínio =  -17,8%
- Lesão seguida de morte =  -18,7%