Com minutos de diferença, casal palestino morre sem oxigênio no HUGV

Por Portal do Holanda

22/01/2021 5h21 — em Manaus

Juntos há quase 50 anos, casal palestino morre durante crise de oxigênio em Manaus (Foto: Reprodução)

Manaus/AM - O casal Ali Hajoh e Zahieh Abdel Hajoj morreram no último dia 14 de janeiro, quando houve o colapso no sistema de saúde em Manaus, devido à falta de oxigênio nos hospitais da capital.

A filha do casal, a empresária Muna Hajoj, de 41 anos, conta que os pais estavam isolados durante a pandemia, no entanto, os primeiros sintomas da doença surgiram ainda na véspera de Natal. Eles receberam atendimento médico em casa, mas o quadro de saúde de Ali e Zahieh agravou, quando a família decidiu interná-los no Hospital Universitário Getúlio Vargas.

Com apenas 17 minutos de diferença, o casal, juntos há quase 50 anos, morreu por falta de oxigênio no HUGV. De acordo com a filha, o casal palestino foi um dos primeiros que morreram no HUGV durante o colapso no abastecimento de oxigênio em Manaus.

O enterro de Ali e Zahieh seguiu as tradições islâmicas, respeitando as recomendações dos órgãos de saúde para evitar a proliferação do vírus.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Manaus