Área ribeirinha de Manaus recebe entrega de cestas básicas

Por Portal do Holanda

22/09/2020 20h04 — em Manaus

Entrega de cestas para ribeirinhos - Foto: Divulgação

Manaus/AM - A comunidade São Sebastião 2, no Tarumã-Mirim, zona ribeirinha da capital, foi beneficiada nesta terça-feira, (22), com a entrega de 53 cestas básicas doadas por meio da campanha “Abraço Solidário na Pandemia”, realizada pela Prefeitura de Manaus, em parceria com o governo francês.

Coordenada pelo Fundo Manaus Solidária, a campanha prevê a entrega de 15 mil cestas básicas para pessoas em situação de vulnerabilidade ou risco social durante a pandemia de Covid-19, com a expectativa de que mais de 78 mil pessoas sejam beneficiadas com as doações.

A campanha “Abraço Solidário na Pandemia” teve início em agosto e desde então já beneficiou moradores de comunidades indígenas, ribeirinhas, além de residentes da área urbana de Manaus. Conforme a presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, desde o primeiro momento o desejo foi de identificar pessoas em situação de risco social na capital e também na área rural do município, e de buscar meios para chegar até elas com a maior agilidade possível.

Além de cestas básicas, a campanha “Abraço Solidário na Pandemia” prevê a entrega de máscaras de tecido e kits de limpeza. Assistente social do Fundo Manaus Solidária, Swelen Souza reforçou o caráter social da campanha em meio ao enfrentamento da pandemia de Covid-19. 

 

Parceria

A campanha “Abraço Solidário na Pandemia” é realizada pela Prefeitura de Manaus, em parceria com o governo da França, que destinou um total de 500 mil euros, aproximadamente, R$ 3 milhões, para serem investidos em saúde e assistência social, para minimizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus na capital do Amazonas. Para a aquisição das cestas básicas foi destinado um montante de R$ 1.428.571, que resultou na compra de 15.585 cestas.

O “Abraço Solidário na Pandemia” está beneficiando pessoas que residem em bairros com o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) abaixo da média nacional, além de populações indígenas em áreas urbanas da capital e moradores de comunidades rurais e ribeirinhas.

Na área da saúde, o convênio com o governo da França permitirá a ampliação do atendimento às populações vulneráveis e aos povos indígenas, brasileiros e estrangeiros, com aquisição de equipamentos e insumos, que totalizam investimento de R$ 1.427.370.