Compartilhe este texto

Palmeiras faz melhor temporada em 20 anos e mira marca da Segunda Academia

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

01/07/2022 17h35 — em
Esportes



SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Após vencer o Cerro Porteño, do Paraguai, por 3 a 0, na quarta-feira (29), e abrir vantagem nas oitavas da Libertadores, e Palmeiras vira a chave e se prepara para enfrentar o Athletico-PR, neste sábado (2), no Allianz Parque, em São Paulo (SP), pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time alviverde é líder da Série A, com 29 pontos em 14 partidas -nas quais soma oito vitórias e cinco empates, e somente uma derrota.

Que 2022, até o momento, se constitui como uma temporada histórica para o Palmeiras, é difícil discordar. O clube já conquistou dois títulos e faz excelentes campanhas no Campeonato Brasileiro e na Libertadores. Por isso, também não deveria espantar saber que, mantido o ritmo atual, a temporada que está em andamento será a melhor do clube nos últimos 20 anos.

O Palmeiras tem 78,5% de aproveitamento nos 42 jogos disputados até agora. Suas 30 vitórias representam 71% dos jogos. Os nove empates correspondem 22% e as três derrotas apenas 7%.

Atualmente, a melhor campanha do Palmeiras das últimas duas décadas é a de 2018, quando o time campeão brasileiro teve 70% de aproveitamento em 77 jogos, somando todos os campeonatos —48 vitórias, 18 empates e 11 derrotas.

Sem contar possíveis jogos de Libertadores e Copa do Brasil em fases seguintes, o Palmeiras tem mais 26 jogos no ano —24 rodadas do Brasileiro e as voltas das oitavas de Libertadores e Copa do Brasil, contra Cerro Porteño e São Paulo, respectivamente. Assim, o número mínimo garantido de jogos para o time é 68.

Para se manter com 78% de aproveitamento, dentro da proporção atual de resultados, o Palmeiras precisa ganhar mais 18 dos 26 jogos que tem pela frente, empatar seis e perder apenas mais um. Desse modo, terminaria o ano com 48 vitórias, 17 empates e quatro derrotas.

Se essa proporção se mantiver, 2022 também vai ser a temporada em que o Palmeiras teve menos derrotas dos últimos 50 anos. O time de Abel Ferreira tem apenas três resultados negativos em 42 jogos disputados até agora pelo Campeonato Paulista, Recopa, Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores —o Mundial entra na contabilidade de 2021, mesmo tendo acontecido em fevereiro.

Na história, a temporada com menor proporção de reveses aconteceu há exatamente cinco décadas, em 1972, ano em que o Palmeiras de Ademir da Guia conquistou seu quinto Brasileiro: foram apenas cinco derrotas em 81 jogos no ano —6% de jogos perdidos.

A marca 81 é também o número máximo de jogos a que o Palmeiras pode chegar neste ano, caso faça as finais da Copa do Brasil, da Libertadores e do Mundial, além de cumprir as 24 rodadas de Brasileiro restantes.

Se o time for até as finais de todos os campeonatos e vencer a Libertadores novamente, a conta é fácil, dado que o número total de jogos de 1972 será igual ao de 2022. Nesse caso, o time tem ainda dois jogos "por perder" no ano para igualar as cinco derrotas da segunda Academia de Futebol.

Mirando mais uma vitória neste sábado, o técnico Abel Ferreira não poderá contar com o lateral-esquerdo Jorge, com Covid-19, e com o meia Jailson, em recuperação de uma cirurgia no joelho. Uma possível escalação inicial do Palmeiras tem: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Dudu, Gustavo Scarpa (Gabriel Veron) e Rony.

O Athletico-PR, por sua vez, também vem embalado de vitória na Libertadores -contra o Libertad, na terça, por 2 a 1-, e busca a vitória para ampliar a vantagem no G4. Com 24 pontos em 14 jogos, o clube paranaense ocupa a terceira posição.

Após a vitória no campeonato continental, o técnico Luiz Felipe Scolari, o Felipão, afirmou em coletiva ter a intenção de entrar com um time misto neste sábado, poupando alguns jogadores para o jogo de volta da Libertadores, na próxima terça-feira (5). O time também deve ser desfalcado por Abner, com Covid-19. Portanto, uma possível escalação inicial do Athletico-PR tem: Bento; Orejuela, Pedro Henrique, Nicolás Hernández (Matheus Felipe) e Pedrinho; Hugo Moura, Erick e Vitor Bueno; Canobbio (Pedro Rocha), Rômulo e Cuello (Vitor Roque).

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Horário: Às 21h (de Brasília) deste sábado (2)

Árbitro: Braulo da Silva Machado (Fifa/SC)

VAR: Wagner Reway (PB)

Transmissão: SporTV



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Esportes

+ Esportes