Com menos um, Vasco vence Brusque com golaço de Nenê e respira na Série B

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

24/09/2021 23h05 — em Esportes

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Foi sofrido, com ares de drama, mas, enfim, o Vasco fez as pazes com a vitória e respirou na tabela da Série B. Atuando com menos um desde o final do primeiro tempo, o Cruzmaltino contou com o talento de Nenê, que, com um golaço de voleio, garantiu o resultado por 1 a 0 sobre o Brusque na cidade catarinense.

Aos 40 anos, o experiente meia — que rescindiu com o Fluminense para retornar a São Januário — chegou ao seu segundo gol em três partidas e tem tomado o protagonismo para si nesta difícil tentativa do Vasco em obter o acesso à Série A.

Na próxima rodada, o Vasco recebe o Goiás, na segunda (27), em São Januário, e o Brusque - que luta contra o rebaixamento - visita o Brasil de Pelotas na quarta (29).

FOI BEM: NENÊ

Mesmo aos 40 anos, Nenê sobra neste time do Vasco. Com uma qualidade técnica muito acima dos demais, ele comandou o limitado time cruzmaltino e fez um golaço.

FOI MAL: RICARDO GRAÇA

O jovem zagueiro do Vasco, que esteve no elenco campeão olímpico em Tóquio, fez uma partida ruim assim como todo o sistema defensivo. O defensor estava sem tempo de bola e perdido nas bolas aéreas.

EX-VASCAÍNO

Quem esteve em campo pelo Brusque foi um velho conhecido do torcedor vascaíno, o meia Jhon Cley. Ele fez um bom primeiro tempo e deu a assistência de um dos gols anulados do time catarinense, mas cansou no segundo tempo e foi substituído.

VAR ANULA DOIS GOLS DO BRUSQUE

No primeiro tempo, o VAR foi acionado e anulou dois gols do Brusque. O primeiro, aos cinco minutos, aconteceu após uma sobra de uma bola no travessão, onde após bate e rebate, Nonato empurrou para dentro. A linha foi traçada e após quatro minutos de revisão, foi apontado impedimento.

No segundo, Jhon Cley tocou para Edu, que empurrou para a rede. A arbitragem assinalou impedimento no campo, o VAR foi acionado e a infração foi validada. Porém, ao serem divulgadas as imagens pela CBF ao Sportv, notou-se que a linha foi traçada de maneira errada, nos pés do lateral Zeca ao invés dos de Leandro Castan.

REVOLTA APÓS DECISÃO DO VAR

Em outro lance duvidoso, o VAR expulsou Léo Matos aos 43 minutos depois que o árbitro consultou a TV e avaliou que o lateral direito do Vasco acertou intencionalmente com o cotovelo o rosto de Claudinho. Na Central do Apito do Sportv, o ex-árbitro Sandro Meira Ricci discordou da decisão. Na saída de campo, o zagueiro e capitão vascaíno, Leandro Castan, se revoltou.

"O que eu vejo não é novidade nenhuma. O VAR sempre prejudica o Vasco. Contra o Vasco o VAR é um leão, a favor é um gatinho. Agora vamos ter que jogar de mãos amarradas. Vamos ter que jogar tênis, então. Futebol não pode ter contato agora", vociferou ao Sportv.

GOLAÇO

Após terminar o primeiro tempo com uma atuação ruim e menos um jogador, coube a Nenê trazer alívio ao Vasco. Aos 10 minutos, Zeca fez um cruzamento da direita e Nenê pegou na veia, de canhota, de voleio, no canto do goleiro. Golaço do experiente meia cruzmaltino!

BRUSQUE E O STJD

Antes do jogo, o Brusque sofreu um duro golpe. O time foi punido com a perda de três pontos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta de atos de racismo contra o jogador Celsinho, do Londrina, em jogo válido pela Série B.

FESTA VASCAÍNA

Mesmo jogando fora de casa, o Vasco se sentiu abraçado desde que chegou. Com muitos torcedores na cidade, o time foi recebido com grande festa na véspera e no dia do jogo no hotel e na chegada ao estádio. A torcida VasBrusque também organizou um evento em sua sede com a presença dos ídolos Roberto Dinamite e Acácio.

Brusque: Ruan Carneiro, Toty (Toni), Claudinho (Ianson), Éverton Alemão e Airton; Rodolfo, Nonato (Edilson), Zé Mateus e Jhon Cley (Diego Mathías); Garcez e Edu. Técnico: Waguinho Dias

Vasco: Vanderlei, Léo Matos, Ricardo Graça, Leandro Castan e Zeca; Bruno Gomes, Marquinhos Gabriel e Nenê (Figueiredo); Morato (Walber), Gabriel Pec (Romulo) e Germán Cano (Daniel Amorim). Técnico: Fernando Diniz

Local: Augusto Bauer, em Brusque (SC)

Hora: 21h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)

Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF)

VAR: Adriano Milczvski (DF)

Cartões amarelos: Éverton Alemão, Zé Mateus (BRU); Nenê, Fernando Diniz (VAS)

Cartões vermelhos: Léo Matos (VAS)

Gols: Nenê, aos 10 minutos do segundo tempo (VAS)


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Esportes