Compartilhe este texto

CBF pede para jogador não usar cabelo rosa na seleção brasileira

Por Folha de São Paulo

13/06/2024 18h45 — em
Esportes



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O lateral da seleção brasileira Yan Couto disse que a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) recomendou que ele não jogasse com o cabelo pintado de rosa.

De acordo com o jogador, a entidade pediu para ele tirar a coloração de seu cabelo. A declaração foi dada em entrevista à colunista do UOL Yara Fantoni antes dos compromissos da última data Fifa.

Ele não detalhou se foi um pedido da entidade ou de algum integrante específico.

"Foi um pedido, basicamente. Falaram que o rosa é meio 'vacilão' assim. Eu não acho, mas vou respeitar, né. Me pediram, vou fazer", afirmou o atleta.

Yan Couto acatou e se apresentou à seleção na última semana sem o rosa. Com o cabelo cortado rente à cabeça, ele foi titular na vitória por 3 a 2 sobre o México e ficou no banco no empate por 1 a 1 com os EUA.

O lateral direito do Girona já atuou pela seleção com o cabelo tingido de rosa. Ele estreou com a amarelinha em outubro do ano passado, nos jogos das Eliminatórias contra Venezuela e Uruguai, e manteve o visual. Segundo contou, o rosa virou tendência na cidade espanhola.

Yan também mudou o cabelo para os amistoso do Brasil em março. Ele usava o rosa até duas semanas antes dos jogos contra Inglaterra e Espanha e depois retomou o estilo cerca de um mês depois, na reta final do Espanhol.

O UOL entrou em contato com a CBF para entender a recomendação, mas a entidade preferiu não se manifestar.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Esportes

+ Esportes