3 mil pessoas de 90 nacionalidades morreram na tragédia do 11 de setembro

Por Portal do Holanda

02/07/2021 14h05 — em Curiosidades

Arte: Liminha / Portal do Holanda


Os atentados às torres gêmeas de Nova York, nos EUA, ocorrido no dia 11 de setembro de 2001, têm alguns números impressionantes que sempre são lembrados pela imprensa norte-americana.

Entre esses dados estão os de que as vítimas eram de mais de 90 nacionalidades, 246 passageiros e tripulantes estavam nos aviões, 2.606 pessoas estavam no interior das torres e nos arredores, além de 125 pessoas no Pentágono.

Morreram em serviço um total de 343 bombeiros de Nova Iorque, assim como 23 policiais e 37 oficiais do Porto.

Desse total de vítimas, em julho de 2019, de acordo com informação da rede CNN, apenas 60% já haviam tido seus restos mortais encontrados e devidamente identificados.

A soma de todos os prejuízos chegou a ser contabilizada em mais de 60 bilhões de dólares. E cerca de 9,3 bilhões de dólares foram devidos pelas seguradoras aos seus segurados depois do 11 de setembro.

Por conta da explosão, foram perdidos aproximadamente 110 milhões de dólares apenas em obras de arte que estavam nos prédios, entre as quais estavam quadros de Picasso e Hockney.

Para limpar todos os detritos deixados pela explosão, foram gastos 750 milhões de dólares.

E a conclusão da limpeza na área do atentado só aconteceu em maio de 2002.

CRIANÇAS

Também entre os quase 3 mil mortos no ataque, estavam crianças, homens, mulheres e idosos. Dos prédios, calcula-se que cerca de 20 pessoas conseguiram se salvar.

Pessoas que aspiraram a fumaça tóxica liberada pelo fogo provocado após o choque, tiveram câncer.

O atentado ocorreu às 8h45, horário local, quando o primeiro Boeing da American Airlines foi jogado contra a torre norte do World Trade Center.

No total, foram sequestradas quatro aeronaves, uma das quais caiu em um campo próximo à região de Pensilvânia. E há relatos de que os sequestradores levariam essa aeronave até o Capitol Building, em Washington D.C, mas isso não ocorreu porque a tripulação e passageiros teriam lutado contra os sequestradores impedindo a ação.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Curiosidades