Nubank pede desculpas e promete promover igualdade racial; entenda

Por Portal do Holanda

26/10/2020 4h42 — em Brasil

Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank (Foto: Reprodução)

Após a repercussão da entrevista da cofundadora do Nubank Cristina Junqueira ao programa "Roda viva" na última segunda-feira, a empresa divulgou uma nota e prometeu que vai "avançar, dentro e fora de casa, com uma agenda de reparação histórica e de combate ao racismo estrutural". Em sua participação no programa, ao ser perguntada sobre lideranças negras na companhia, Cristina afirmou que "não poderia se nivelar por baixo para buscar maior diversidade racial".

De acordo com a Folha de São Paulo, os fundadores divulgaram uma nota com o título "O Nubank Errou". Além de reconhecer os erro, sendo considerado pelos internautas como "racista", o banco digital ainda garantiu que fez um acordo com o Instituto Identidades do Brasil como primeiro passo em sua transformação.

Os empresários afirmam que o objetivo é ampliar o entendimento sobre o tema, firmar o engajamento público e acelerar a promoção da igualdade racial. Os fundadores do Nubank também afirmam que a equipe de recrutamento dedicada a ampliar a inclusão na companhia irá dobrar de tamanho. Eles ainda garantiram que estão desenhando uma agenda real com ações concretas e ambiciosas de transformação na área de diversidade racial, que será apresentada em novembro.