Siga o Portal do Holanda

Brasil

Conselho impede prefeito suspeito de estupro de exercer a medicina

Publicado

em

Foto: Reprodução/TVM

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará (Cremec) decidiu pela interdição cautelar do médico e prefeito afastado de Uruburetama José Hilson Paiva.

Segundo um site de notícias do Globo, a decisão, definida por unanimidade, tem efeito imediato e impede que Hilson exerça a profissão de médico por seis meses. O prazo pode ser prorrogado por igual período. A determinação foi definida em reunião do Cremec nesta segunda-feira (15) e divulgada nesta terça-feira (16), em Fortaleza.

José Hilson é investigado por suspeita de praticar abusos contra mulheres em seus consultórios médicos há várias décadas. Vídeos dos abusos, filmados pelo próprio médico durante consultas ginecológicas, foram analisados por profissionais da Associação Médica Brasileira, que confirmaram que as imagens "demonstram claramente um estupro".

Ao todo são 63 vídeos em que José Hilson aparece com as pacientes. As gravações mostram Hilson com a boca nos seios de mulheres sob o pretexto de estar tirando secreção e penetrando as pacientes, alegando que precisava "desvirar" o útero delas.

O Ministério Público ouviu o relato de seis das vítimas e acompanha o caso.

 

Coari sob a lupa do Ministerio Público

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.